Geral

Guedes descarta segunda onda de Covid-19 e reforça fim do auxílio emergencial

O ministro da Economia, Paulo Guedes, reforçou que a economia brasileira está sendo retomada com força e num formato em ''V''

Divulgação

O ministro da Economia, Paulo Guedes, reforçou que a economia brasileira está sendo retomada com força e num formato em V, quadro que dá amparo ao fim do auxílio emergencial neste mês, descartando ainda que o país esteja sendo atingido por uma segunda onda de Covid-19.

“De agora até o final do ano, 31 de dezembro, a ideia é que voltemos à situação ordinária, então até o fim do ano teremos encerrado essas camadas auxiliares que lançamos para preservar empregos, vidas e a economia”, disse ele em inglês, em participação gravada para a Conferência de Montreal do International Economic Forum of the Americas que acontece nesta quarta-feira.

“As pessoas estão voltando ao trabalho, a doença fez um retorno, mas não podemos falar em segunda onda”, acrescentou ele, pontuando ainda que o governo está agora concentrado em prover vacinas à população.

Com informações do Money Times

Notícias Relacionadas

Safra de uva está com frutos de boa qualidade e colheita antecipada em SC

Os frutos estão com mais qualidade, visto que o clima seco contribuiu para a sanidade dos parreirais, e a grande quantidade de dias quentes proporcionou o amadurecimento prematuro dos cachos, antecipando a colheita em 10 a 15 dias em 2021

Prefeitura de Lauro Müller confirma 22ª morte por Covid-19

A vítima tratava-se de um homem de 87 anos

Corpo de homem desaparecido há quase um mês é encontrado em Laguna

O homem estava desaparecido desde o dia 2 de janeiro.

Distribuição de vacinas da AstraZeneca deve começar neste sábado (23)

As 2 milhões de doses serão enviadas amanhã aos estados