Segurança

Homem comete assassinato cruel em SC e alega ter recebido ordem “de vozes”

Polícia Civil de Trombudo Central abriu inquérito para apurar a real motivação do crime

Divulgação

Um crime bárbaro chocou a pequena cidade de Trombudo Central, no Alto Vale do Itajaí, neste fim de semana. Um homem cortou o pescoço e arrancou uma orelha do amigo. Denúncias anônimas levaram a Polícia Militar (PM) até a cena do crime. As buscas pelo agressor duraram cerca de sete horas. Ele foi preso em flagrante e alegou ter agido por orientação de “vozes”.

O homicídio aconteceu por volta das 3h de sábado (16), na Estrada Geral Bracatinga I, no bairro Botafogo. De acordo com a PM, a vítima teria ficado com a cabeça presa ao corpo por apenas um pouco de pele, além de ter uma orelha decepada. O corpo foi encontrado numa residência e recolhido pelo Instituto Geral de Perícias (IGP).

O assassino fugiu após o crime e a Polícia Militar conseguiu encontrá-lo por volta das 10h na casa de um vizinho da mãe dele. A PM informou que, ao ser questionado sobre o crime, o homem contou “ter ouvido vozes que diziam para ele matar o amigo”. Vítima e agressor se conheciam e, conforme os agentes, faziam uso de drogas juntos.

A Polícia Civil abriu inquérito para apurar a real motivação do crime. A prisão em flagrante foi convertida em preventiva. Os nomes e as idades dos dois homens não foram revelados.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Natal Show da Educação em Braço do Norte é cancelado

A medida se faz necessária para cumprir as Portarias n. 1303/2021 e n. 1305/2021, ambas da Secretaria de Estado da Saúde

Satc lança curso de elétrica para funcionários de cooperativas

Curso, que terá seu início em março de 2022 é destinado a técnicos, engenheiros ou pessoas que interagem em manutenção e construção de redes de energia elétrica

PP de Lauro Müller promoverá Convenção Municipal nesta quinta-feira

O evento ocorrerá a partir das 19h30min, no Balneário Godinho, e contará com a presença de lideranças estaduais.

Cidades de SC alteram programação de Réveillon após portaria com novas regras para eventos

Protocolo do governo proíbe eventos com mais de 500 pessoas e que provoquem aglomerações