Geral

Inova Criciúma aceita inscrições até dia 24 deste mês

Programa vai beneficiar 10 startups com até R$ 25 mil cada. Projetos devem contribuir com soluções de interesse da indústria, do comércio e da administração municipal

Divulgação

Empreendedores interessados em participar do Inova Criciúma 2021 têm até domingo (24) para inscrever suas propostas. O programa visa estimular novos projetos que contribuam para o desenvolvimento da indústria, comércio e administração pública. Ao todo, até R$ 250 mil serão destinados para 10 startups selecionadas. As inscrições podem ser feitas até dia 24, e o formulário e edital na íntegra podem ser acessados no site.

“O objetivo é estimular soluções inovadoras nos eixos de produtos e equipamentos; softwares e aplicativos; eficiência na gestão pública e prestação de serviços à comunidade e ao cidadão”, explicou o diretor de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação, Aldinei Potelecki.

Paulo Silveira é um empreendedor da região, e a empresa que representa já foi contemplada no Inova. A Regenera trabalha com Tratamento Avançado de Feridas e Queimaduras. “Queríamos adquirir experiência no empreendedorismo, e o mais importante foi o processo de incubação, que fornece uma visão diferente de mercado e do próprio produto”, explicou.

Hoje, a iniciativa atende prefeituras da região, através do Consórcio Intermunicipal de Saúde da AMREC, além de hospitais e clínicas particulares. “Para quem tem uma empresa ou ideia nova, acredito que esse programa da prefeitura pode contribuir bastante para o desenvolvimento do seu negócio”, aconselhou Silveira.

O Inova Criciúma foi criado pela Diretoria de Desenvolvimento Econômico e tem como base a Lei de Inovação do Município, Nº 7.375, de 13 de dezembro de 2018, que estabelece políticas de incentivo à tecnologia e inovação e institui o Fundo Municipal de Inovação.

Comissão de seleção e critérios

As propostas serão analisadas pela Comissão para Seleção e Financiamento, que atribuirá notas a cada projeto com base nos seguintes critérios:

– Avaliação do currículo e capacidade de produção do proponente e equipe;
– Exequibilidade do cronograma físico-financeiro;
– Excelência do projeto quanto à definição do objeto, objetivos, justificativas e da apresentação da solução;
– Impactos sociais, econômicos e ambientais do projeto na administração pública, no comércio ou na indústria;
– Viabilidade e relevância da contrapartida;
– Planilha de expectativa orçamentária;
– Clareza na explicitação dos possíveis clientes/mercado, concorrentes, diferenciais tecnológicos e estágio de desenvolvimento da solução;
– Aspectos de criatividade e inovação.

Cada proponente pode submeter até três propostas com objetivos diferentes, mas apenas um deles pode ser contemplado. O prazo de execução dos projetos deverá ser de no máximo 12 meses, prorrogáveis por mais dois meses mediante aprovação do conselho.

Próximas datas do processo:

– Submissão/inscrição dos projetos: 08/09/2021 – 24/10/2021
– Análise e julgamento dos projetos: 25/10/2021 – 28/10/2021
– Divulgação e publicação dos projetos habilitados para fomento: 29/10/2021
– Apresentação dos recursos administrativos: até 05/11/2021
– Divulgação do resultado final dos contemplados pelo projeto: 08/11/2021
– Prazo para manifestação acerca da assinatura do Termo de Subvenção Econômica: até 5 dias úteis a partir da convocação pelo Município
– Prazo para entrega da Prestação de Contas Final: até 90 (noventa) dias contados do final da vigência do Termo de Outorga.

Notícias Relacionadas

Jovem morre afogado após salvar criança e adolescente no rio em SC: “Herói”

Corpo de Eduardo Cordeiro foi encontrado na manhã deste domingo (5)

Criança de seis anos é resgatada após queda de dois metros, em Paulo Lopes

Aeronave transportou a vítima até o Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis

Defesa Civil de SC emite alerta para temporais neste domingo com vento forte e granizo

Dia de altas temperaturas pode ter registro de chuva intensa em um curto intervalo de tempo por todo o Estado, de acordo com a Epagri/Ciram

Beach clubs de Jurerê têm que demolir estruturas feitas após 2005, determina STF

Para o advogado, o STF não determina a demolição das estruturas, e afirma que elas podem ser "readequadas" a partir de requerimento