Geral

IPC-S tem alta de 0,94% e vai para 4,06% no ano

Índice acumulado nos últimos 12 meses é de 4,86%

Divulgação

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), com dados coletados até 30 de novembro, referente a quatro semanas do mês, teve alta de 0,94%. Com isso, ficou 0,17 ponto percentual (p.p) acima da última taxa.

O indicador acumula, agora, aumento de 4,06% no ano e de 4,86% nos últimos 12 meses. O resultado foi divulgado hoje (1º), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Economia, da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV).

A pesquisa apontou que houve elevação em seis das suas oito classes de despesa componentes. A maior contribuição partiu do grupo educação, leitura e recreação, que saiu de 1,79% para 3,00%. Nesta classe de despesa, segundo o Ibre, o item passagem aérea passou de 14,07% para 24,19%.

Também apresentaram altas nas taxas de variação os grupos alimentação, que subiu de 1,69% para 1,88%); habitação, de 0,23% para 0,33%; comunicação, de 0,09% para 0,14%; despesas diversas, saindo de queda de 0,01% para alta de 0,09%; e saúde e cuidados pessoais com pequena variação de 0,17% para 0,18%.

A pesquisa foi feita em Brasília, Recife, Salvador, Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte e Porto Alegre.

Comportamento
Para o Ibre, destaca-se nestas classes de despesa o comportamento dos itens carnes e peixes industrializados (1,84% para 2,38%), tarifa de eletricidade residencial (-0,14% para 0,16%), combo de telefonia, internet e TV por assinatura (0,19% para 0,29%), serviços bancários (0,13% para 0,25%) e medicamentos em geral (0,20% para 0,37%).

Já outros grupos apresentaram recuo. É o caso de vestuário (0,29% para 0,04%) e transportes (0,94% para 0,93%). Nestas classes de despesa, roupas passaram de 0,32% para 0,01%) e serviço de reparo em automóvel de 0,36% para 0,13%.

A próxima apuração do IPC-S, com dados coletados até o dia 7 de dezembro, será divulgada dia 8.

Notícias Relacionadas

Caminhoneiro segue 32 km com motociclista preso à cabine após acidente de trânsito; VEJA OS VÍDEOS

O motociclista conseguiu se segurar na cabine do caminhão e permaneceu agarrado do lado de fora da cabine por cerca de 32 km sem o caminhoneiro parar

Governo define valores do auxílio emergencial e deve pagar até R$ 375

Mulheres que chefiam famílias ganharão esse montante, enquanto homens que bancam o lar terão R$ 175. A maioria receberá R$ 250

Conmebol suspende eliminatória sul-americana que seria no fim de março

Restrição de viagens de atletas que atuam na Europa motivou decisão

Santa Catarina tem todas as regiões classificadas no risco gravíssimo pela segunda semana seguida

Das 16 regiões, seis receberam nota máxima em todos os quesitos analisados: Xanxerê, Extremo Oeste, Médio Vale do Rio Itajaí, Meio-Oeste, Foz do Rio Itajaí e Alto Uruguai Catarinense