Segurança

Jovem é vítima de latrocínio em Treze de Maio e tem sonho interrompido pelo crime

Jovem é vítima de latrocínio em Treze de Maio e tem sonho interrompido pelo crime

Foto: Arquivo pessoal

Para os recém-formados no curso de Direito, passar no temido exame final da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB é motivo de comemoração. Obter conhecimento das leis, conquistar cada etapa da graduação e chegar à pós-graduação exigem muito esforço e dedicação.

O jovem Geovani De Pieri Bardini, 30 anos, morador da comunidade de Santa Cruz, em Treze de Maio trabalhava diariamente na agricultura e celebrava o sonho de concluir a graduação em Direito. Nessa terça-feira (21), tinha acabado de receber o resultado do exame da OAB e oficializa a vitória de alcançar a profissão de advogado.

Geovani estava cheio de planos para a nova etapa da vida, porém, um crime interrompeu sua caminhada rumo à tão esperada carreira. Ontem, por volta das 7 horas, o jovem foi encontrado morto à margem da SC-442, rodovia que liga Treze de Maio à BR-101. O local fica a aproximadamente dois quilômetros da região central do município. O Corpo de Bombeiros Voluntários de Jaguaruna chegou a ser acionado, mas, quando chegou ao local, constatou que a vítima estava sem os sinais vitais. O Instituto Geral de Perícias – IGP foi acionado para fazer a análise e recolher o corpo.

De acordo com informações do policial civil responsável pela delegacia de Treze de Maio, Júlio César, trata-se de um latrocínio (roubo seguido de morte). O trezemaiense retornava da pós-graduação em Direito Civil na Unisul, em Tubarão, quando foi abordado e atingido com um tiro na cabeça. O corpo foi deixado em uma vala à margem da rodovia. O automóvel do jovem, um Fiat Uno branco, foi encontrado ontem no loteamento Jussara, em Içara. O caso segue sob investigação.

Morte causa comoção entre a comunidade

O crime chocou os moradores de Treze de Maio e região, principalmente, os familiares e amigos, que expressaram o sentimento de tristeza e, ao mesmo tempo, de indignação com a forma em que ocorreu a morte da vítima. Mensagens de conforto à família e lembranças de bons momentos foram deixadas nas redes sociais do agricultor.

A jovem Nelize Aparecida de Souza era uma grande amiga de Giovani e foi uma das últimas pessoas a conversar com o recém-formado advogado, que transbordava alegria com a aprovação na prova da OAB. “Ele me contou que estava muito feliz por ter conseguido passar na prova da Ordem e que não sabia ao certo o que iria fazer ainda, mas tinha muitos planos e sonhos. Éramos muito amigos e o vazio no coração que estou sentindo nesse momento é enorme. Conversávamos todos os dias. Ele era muito prestativo e solícito. Era como um irmão para mim”, lamenta a amiga.

Conhecido por sua alegria e simpatia, Giovani era filho único e morava com a mãe na comunidade de Santa Cruz, onde recém tinha finalizado a casa nova. Comprometido com o trabalho e os estudos, também era uma pessoa de fé e participava das atividades da Igreja Católica e atuava como ministro do dízimo na igreja do seu bairro, fazia parte da liturgia e outras atividades religiosas. O velório ocorre na Capela São José, no centro de Treze de Maio. A missa de corpo presente será realizada hoje, às 10 horas, na igreja da comunidade de Santa Cruz.

Com informações do Portal Notisul

Notícias Relacionadas

Colisão frontal termina em morte em Balneário Rincão

Polícia Civil cumpre mandados contra suspeitos de latrocínio em Sombrio

Ciclista morre após ser atropelado na SC-285, em Araranguá

Mulher encontrada morta em Balneário Arroio do Silva é identificada