Reflexão

Jubileu dos Presos é celebrado no Presídio Santa Augusta em Criciúma

A celebração atende ao pedido feito pelo Papa Francisco de a Igreja celebrar também junto àqueles que estão no cárcere, durante o Ano Santo da Misericórdia.

Na manhã desta quarta-feira (09), a Pastoral Carcerária da Diocese de Criciúma celebrou, no Presídio Santa Augusta, o Jubileu dos Presos. A celebração atende ao pedido feito pelo Papa Francisco de a Igreja celebrar também junto àqueles que estão no cárcere, durante o Ano Santo da Misericórdia.

Uma missa teve início às 09 horas, presidida pelo Bispo Diocesano, Dom Jacinto Inacio Flach, e concelebrada pelo assessor eclesiástico da Pastoral Carcerária, padre José Aires Pereira. Um grupo de 30 reclusos foi selecionado pela direção da unidade prisional para a celebração, que contou com a participação de 13 agentes pastorais, entre eles seminaristas, e mais nove agentes penitenciários, incluindo o diretor do Presídio, Felipe Alves Goulart.

A chance oferecida por Deus através da misericórdia

Em sua homilia, Dom Jacinto recordou que o Jubileu dos Presos foi realizado a milhares deles, no mundo todo, no último domingo (06) e explicou o que a Igreja quer dizer quando fala em misericórdia. “Nossa miséria humana precisa encontrar o coração de Deus. Jesus morreu na cruz, não porque somos santos e perfeitos, mas porque somos pecadores, necessitados de seu amor. Deus espera que nós reconheçamos nossos pecados. Ele não se escandaliza conosco, pois conhece cada um de nós (…).Vocês estão aqui. Isto não significa que perderam a misericórdia. Jesus mesmo disse que veio para os que mais precisam", 

Para o recluso J.B.D., a celebração foi significado de bênção. “As palavras do Bispo marcaram bastante. Gostaria de participar sempre da missa”.

Colaboração: Bibiana Pignatel – Setor de Comunicação Diocese de Criciúma

  • 15dc096de1c04be95ee4c9869de9eac5
  • 75eb69f5928062cc0bd4bdae580a9918
  • fa792bbcb940bddf68c0b01ad864e5b1