Geral

Júri em Criciúma condena homem a 17 anos de prisão por feminicídio

Segundo a denúncia, o crime aconteceu em novembro de 2019, no bairro Vila Visconde, em Criciúma

Divulgação

Um homem de 44 anos foi condenado, em sessão do Tribunal do Júri da comarca de Criciúma promovida na última quinta-feira (24/2), a pena de 17 anos de reclusão por homicídio quadruplamente qualificado da ex-companheira. A sessão foi presidida pelo juiz substi​tuto Guilherme Costa Cesconetto.

Segundo a denúncia, o crime aconteceu em novembro de 2019, no bairro Vila Visconde, em Criciúma, quando o réu matou a mulher asfixiada. Ele teria ido até a residência da vítima e após uma discussão, a encurralou em um banheiro, a jogou no chão e a esganou, causando sua morte. Além disso, após o crime ele teria furtado o celular da vítima

O Conselho de Sentença reconheceu que o homicídio foi praticado por motivo fútil, por asfixia, com recurso que dificultou a defesa da vítima e feminicídio, além do crime de furto. Ele foi condenado a pena de 17 anos de reclusão, em regime inicial fechado, e teve negado o direito de responder em liberdade. Cabe recurso da decisão ao TJSC. O processo tramitou em segredo de justiça.​

Notícias Relacionadas

Cachorro “aussaltante” é flagrado ao levar salame de padaria em Criciúma; veja vídeo

Tutor do animal se dispôs a pagar pelo prejuízo, mas padaria deixou salame de cortesia

Sequestro relâmpago acaba em grave acidente em SC

Duas pessoas foram feitas reféns no sequestro relâmpago; o criminoso tomou a direção do carro, mas bateu em seguida

Cidades da Serra têm alta de até 60% na economia em maio incomum com neve

Restaurantes, lojas e postos de combustíveis reforçaram lucros com "boom" de turistas

Serra do Corvo Branco é liberada de Urubici até o corte

Equipes coordenadas pela Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE) trabalham na limpeza da rodovia e na recuperação de encostas há cerca de 10 dias, quando fortes chuvas atingiram Santa Catarina