Segurança

Júri em Forquilhinha condena réu a 14 anos de prisão por homicídio qualificado

A mando do esposo da vítima, o acusado, juntamente com uma mulher, teria desferido múltiplos golpes de faca contra a mulher, que faleceu no local.

Divulgação

O Tribunal do Júri da comarca de Forquilhinha condenou um homem a pena de 14 anos de reclusão pelo homicídio de uma mulher morta a facadas em julho de 2017. Segundo a denúncia, a mando do esposo da vítima, o acusado, juntamente com uma mulher, teria desferido múltiplos golpes de faca contra a mulher, que faleceu no local.

Na sessão, presidida pelo juiz substituto Guilherme Costa Cesconetto, o Conselho de Sentença reconheceu que o crime foi praticado com o empr​ego de meio cruel, haja vista que a vítima fora morta com múltiplos golpes de faca de fio cego e mediante esgorjamento, o que lhe causou intenso e desnecessário sofrimento.

O homem foi condenado, por homicídio qualificado por emprego de meio cruel, a pena de 14 anos de reclusão, em regime inicial fechado, e teve negado o direito de recorrer em liberdade. A outra executora do crime foi condenada, em novembro de 2020, a pena de 16 anos de reclusão, em regime inicial fechado, e no mesmo júri o marido da vítima foi absolvido do crime. O caso tramitou em segredo de justiça. Cabe recurso da decisão ao TJSC.

Notícias Relacionadas

Professores do Unibave passam por formação continuada com foco no planejamento e reflexão

O reitor do Unibave, Guilherme Valente de Souza, agradeceu os presentes

Estado destina mais de R$ 107 milhões em políticas públicas para agricultura no primeiro semestre do ano

O semestre também foi marcado pelo lançamento do Programa Leite Bom SC

Veículo carregado com garrafas de vinho argentino é apreendido em SC

Entre as garrafas apreendidas, havia um rótulo que chega a custar quase R$ 1 mil cada

Preço da gasolina volta a subir e se aproxima dos R$ 6

Apesar do aumento, este não é o maior preço registrado no ano. O pico aconteceu entre 12 e 18 de maio, quando o litro chegou a R$ 6,03