Geral

Júri popular em Araranguá condena irmãos por homicídio

Crime aconteceu em 2017 e chocou a comunidade de Bal. Arroio do Silva.

Foto: Divulgação

O Tribunal do Júri da comarca de Araranguá condenou, na noite de ontem, 28/02, dois irmãos pelo homicídio de um homem de 41 anos, morto a facadas em janeiro de 2017. O Conselho de Sentença decidiu condenar um jovem por homicídio triplamente qualificado – por motivo torpe, meio cruel e recurso que impossibilitou a defesa da vítima – a pena de 14 anos de reclusão.

Já outro jovem, os jurados afastaram as qualificadoras, reconheceram a participação de menor importância no crime e ele foi condenado por homicídio simples a 5 anos de reclusão, em regime inicial semiaberto. A sessão foi presidida pela juíza Leticia Pavei Cachoeira, titular da 1ª Vara
Criminal da comarca de Araranguá.

O crime chocou a região porque a vítima foi encontrada por populares, já sem vida, na orla de Balneário Arroio do Silva e com grande quantidade de perfurações – cerca de 20 facadas no tórax, pescoço e cabeça. Segundo a denúncia, a motivação do homicídio seria a crença de que a vítima seria um delator com a intenção de comunicar a autoridade policial atos ilegais que os réus teriam praticado.

Colaboração: Comunicação Poder Judiciário

Notícias Relacionadas

Sentença de pronúncia levará para júri casal acusado por homicídio cometido com espada em Orleans

Segundo os autos, os crimes aconteceram em março deste ano, no bairro Rio das Furnas

Por chineladas em criança de quatro anos, Tribunal de Justiça mantém condenação de padrasto em Criciúma

A criança possuía várias marcas pelo corpo, em regiões das pernas, costas e nádegas.

Homem que tentou matar a ex com golpes de machadinho enfrentará júri popular em Içara

O crime ocorreu no dia 6 de setembro de 2018, por volta das 17h, em Içara.

Polícia Civil cumpre mandados contra suspeitos de latrocínio em Sombrio