Geral

Legislativo aprova parceria entre ACIVA e Prefeitura para instalação de câmeras de monitoramento em Araranguá

Projeto aprovado por unanimidade no legislativo prevê a instalação de dez câmeras de monitoramento em Araranguá

Divulgação

Um projeto que deu certo em cidades vizinhas, será colocado em prática em Araranguá. Isso porque na noite de quarta-feira (8), a Câmara de Vereadores aprovou por unanimidade o projeto de Lei Ordinária nº 10/2019, que autoriza o município a firmar parceria público-privada com a Associação Empresarial de Araranguá e Extremo Sul Catarinense (ACIVA).

De acordo com o Tenente-coronel Maike Adriano Valgas, este projeto vem sendo discutido e elaborado pelo Fórum de Segurança de Araranguá, que conta com a adesão de 16 entidades da Cidade das Avenidas.

“É uma caminhada longa, que resultou em um importante projeto, que a cidade tanto precisa. As câmeras são uma ferramenta a mais para os órgãos de segurança, tanto para a prevenção, quanto para a investigação policial”, destacou.

Após aprovado, Maike informa que o próximo passo é o projeto ser sancionado pelo prefeito Mariano Mazzuco Neto. Ao todo, a Prefeitura vai repassar R$ 137.042,00 para a ACIVA. “Ocorrendo a transposição do recurso à ACIVA, que está representando o Fórum (de Segurança) neste momento, deverá ocorrer a contratação e instalação dos equipamentos”, detalhou.

Dez pontos monitorados

De acordo com o presidente da ACIVA, André Pietsch Serafin, o projeto contempla a instalação de dez câmeras em locais pré-determinados pelo Fórum de Segurança.

Os pontos a receberem câmeras, neste primeiro momento, contemplam a área central e as entradas e saídas da cidade. Os dispositivos irão atender tanto a segurança preventiva, quanto a apuração e responsabilização dos autores de crimes que venham a ocorrer na área monitorada.

“O projeto foi elaborado por pessoas que atuam na área da segurança pública e que possuem informação sobre o assunto. Neste ano, vamos dar o primeiro passo com a aquisição de dez câmeras. Mas com certeza, a ideia é ao longo do tempo ir ampliando este número”, ressaltou Serafin.

Parceria público-privada

O Fórum de Segurança trouxe para Araranguá a experiência turvense, que vem dando certo: a parceria público-privada. O projeto consiste em o Poder Público firmar parceria com uma entidade sem fins lucrativos, neste caso a ACIVA, para realizar a contratação ou locação de dez câmeras de monitoramento.

“A ACIVA é apenas um pilar dentro deste grandioso projeto, que vai ter na Polícia Militar e Civil os principais agentes de atuação”, revelou Serafin.

Ainda de acordo com o Tenente-coronel, a ideia da PM é também trazer as câmeras da iniciativa privada para o novo sistema. “A ideia é ampliar a cobertura de monitoramento desde o primeiro momento”, disse.

Para comemorar

Há muitos anos se fala em Araranguá na adesão a projetos como o Bem-te-vi, do governo do Estado. Sonhos que nunca saíram do papel. Entusiasmado com o novo momento da segurança pública de Araranguá, o presidente da ACIVA comemora a aprovação do projeto.

“É motivo para comemorar, porque (o projeto) coloca Araranguá em pé de igualdade com os municípios vizinhos, que já contam com este sistema de monitoramento”, concluiu Serafin.

Divulgação

Notícias Relacionadas

Ex-secretário de Administração de Orleans e empresa tem bens bloqueados

Segundo o Ministério Público, Eduardo Bertoncini era responsável pela pasta na gestão do ex-prefeito Marco Antônio Bertoncini Cascaes

Senador garante R$ 40 milhões e obras da Serra da Rocinha não sofrem ameaça

Prefeito de Joinville aponta caminhos para o crescimento da região Sul

Segundo Udo Döhler, em palestra na Associação Empresarial de Criciúma - ACIC, gestão pública eficiente, planejamento e união são as principais diretrizes.

Prefeitura assina Ordem de Serviço para reforma de quadra esportiva da Escola do Rio Novo em Orleans

As obras devem começar já na próxima semana e tem prazo de três meses