Saúde

Mais de 1,9 milhão de pessoas ainda não tomaram a vacina contra a gripe em Santa Catarina

Dos grupos que já iniciaram a vacinação, o que menos vacinou foi o dos idosos

Divulgação

A procura pela vacina contra a gripe está abaixo do esperado no estado de Santa Catarina. O público-alvo total da Campanha é composto por 2.757.175 pessoas. No entanto, quase dois meses após o início da vacinação, apenas 836.184 pessoas procuraram uma unidade de saúde para receber a dose, o que corresponde a uma cobertura vacinal de 30%.

“A baixa cobertura nos preocupa bastante. Em alguns dias, entramos no inverno, que é a estação de maior circulação do vírus e, para evitar que as pessoas que adoeçam evoluam para quadros mais graves da doença, precisamos ter avançado na vacinação dos grupos prioritários”, ressalta João Augusto Brancher Fuck, diretor da DIVE/SC.

Dos grupos que já iniciaram a vacinação, o que menos vacinou foi o dos idosos (34%), seguido pelos trabalhadores da saúde (36,1%), gestantes (48,7%), puérperas (51,6%), crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (55,5%) e povos indígenas (61,5%).

A meta é vacinar, até o fim da campanha, que vai até o dia 09 de julho, ao menos 90% da população dos grupos prioritários.

Os dados atualizados da vacinação em Santa Catarina podem ser conferidos no Painel Nacional de Vacinação contra a Influenza 2021, do Ministério da Saúde. O painel pode ser acessado através deste link:
https://qsprod.saude.gov.br/extensions/Influenza_2021/Influenza_2021.html

Terceira etapa da Campanha de Vacinação contra a Gripe começa no dia 9 de junho

A terceira etapa e última etapa da Campanha de Vacinação contra a gripe começa no dia 09 de junho. Nesta etapa serão vacinados: pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; pessoas com deficiência permanente; forças de segurança e salvamento, forças armadas; caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso; trabalhadores portuários; funcionários do sistema prisional; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.

“Mesmo como o início de novos grupos prioritários, as pessoas dos grupos anteriores ainda podem se vacinar. A campanha finaliza na mesma data para todos os grupos”, explica Arieli Schiessl Fialho, gerente de imunização da DIVE/SC.

A vacina protege contra três subtipos do vírus: influenza A (H1N1); influenza A (H3N2) e influenza B e tem como objetivo reduzir os sintomas da doença, evitando assim a evolução para casos graves e possíveis óbitos.

Notícias Relacionadas

São Ludgero antecipa para amanhã (26) a segunda dose da vacina contra Covid-19

A Sala de Vacinas funciona na ESF Margem Esquerda das 7 às 16 horas sem fechar ao meio-dia

Epagri amplia monitoramento do vento junto ao Porto de Imbituba

Ele explicou que a estação anemométrica foi instalada, a pedido do Porto, numa posição estratégica junto ao cais

Equipe de Obras de São Ludgero segue com os trabalhos para pavimentar mais 500 metros da Rua Augusto Becker

A extensão vai da rua Joinville até em frente a empresa Biamplast (apenas referência)

Segunda fase da Láurea Estudantil de Criciúma reúne mais de mil alunos

Resultado será divulgado no mês de dezembro com uma premiação surpresa