Geral

Moraes será relator de inquérito sobre suposta interferência na PF

A escolha foi feita por meio de sorteio eletrônico

Divulgação

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes foi escolhido hoje (20) o novo relator do inquérito aberto pela Polícia Federal (PF) para apurar a suposta interferência política do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal (PF) e o crime de denunciação caluniosa por parte do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro.

A escolha de Moraes foi feita por meio de sorteio eletrônico. Mais cedo, o presidente da Corte, Luiz Fux, determinou a redistribuição do inquérito devido à aposentadoria do antigo relator, Celso de Mello, que deixou a Corte na semana passada.

Em manifestações divulgadas desde a abertura do inquérito, em abril, o presidente Jair Bolsonaro diz que não houve pedido para o então ministro interferir em investigações da PF.

Notícias Relacionadas

Coronavírus em SC: Novo decreto reforça medidas sanitárias para conter avanço da doença

O decreto é válido para todo o território catarinense, com vigência a partir das 23h deste sábado, 5, pelo prazo de 15 dias.

Ministro debate com entidades retorno das aulas presenciais

Entidades do ensino superior querem a revogação de portaria do MEC

Casos de malária no Brasil caíram 19,1% em 2019 com relação a 2018

País vem tendo redução dos casos desde 2005

Mais de R$ 8,6 milhões já foram investidos no combate à Covid-19

Desde o início da pandemia, Tubarão investe recursos próprios e oriundos do Governo Federal em ações de combate à Covid-19.