Segurança

Morte de jovem em Treze de Maio tem ‘vários suspeitos’, segundo delegada

Jovem é vítima de latrocínio em Treze de Maio e tem sonho interrompido pelo crime

Foto: Arquivo pessoal

A morte de Geovani de Pieri Bardini, de 30 anos, completou uma semana nessa quarta-feira. Segundo a delegada Isabel Cristiane Fauth, de Jaguaruna, a investigação do caso está adiantada e a Polícia Civil já tem vários suspeitos.

Ainda de acordo com a delegada, os elementos encontrados até aqui reforçam a hipótese inicial de latrocínio. “Estamos trabalhando. Nos últimos dias foram obtidos dados novos, foram produzidas provas, mas ainda estamos aguardando o laudo das perícias”, declarou Isabel Fauth.

Geovani de Pieri Bardini foi morto com um tiro. O corpo dele estava em uma vala à margem da SC-442, rodovia que liga Treze de Maio à BR-101, e foi encontrado no começo da manhã do último dia 21. O carro dele, um Uno, foi localizado na tarde do mesmo dia, em Içara. A arma usada no crime também foi encontrada na cidade.

A investigação do caso é realizada em uma operação conjunta entre a Divisão de Investigação Criminal – DIC de Tubarão e as delegacias de Polícia Civil de Jaguaruna e de Treze de Maio.

Geovani era formado em Direito e era morador da localidade de Santa Cruz, em Treze de Maio. Ele tinha sido aprovado recentemente no exame da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB. O jovem estava cursando pós-graduação em Tubarão, de onde teria saído na noite de terça-feira.

Com informações do Jornal Diário do Sul

Notícias Relacionadas

Morador de Lauro Müller é baleado durante assalto a ônibus de comerciantes na BR-101; Veja vídeos

Autor de roubo e extorsão contra duas mulheres é condenado a 10 anos de reclusão em Criciúma

O crime ocorreu em agosto de 2019, quando as vítimas foram rendidas pelo autor.

Ciclista morre após ser atropelado na SC-285, em Araranguá

Polícia Civil cumpre mandados contra suspeitos de latrocínio em Sombrio