Geral

Mudas de banana são doadas para as escolas municipais de Criciúma

Iniciativa é uma parceria entre a Gerência de Agricultura e Agronegócio e a Secretaria Municipal de Educação

Divulgação

Com o objetivo de ensinar os alunos o plantio e o cultivo de alimentos e acompanhar o processo de desenvolvimento destes produtos, as escolas municipais foram contempladas com 100 mudas de banana, do tipo caturra e prata. A iniciativa é uma parceria entre a Gerência de Agricultura e Agronegócio e a Secretaria Municipal de Educação.

O plantio está sendo realizado nas escolas municipais durante essa semana. “A nossa intenção é mostrar para o aluno que o alimento vem da terra e como é feito o cultivo da banana, e também a utilização desse produto. As escolas vão trabalhar com os estudantes todo o processo de cultivo e desenvolvimento desse fruto”, frisou o secretário municipal de Educação, Miri Dagostim.

Distribuição de mudas para os agricultores

A Administração Municipal adquiriu mais de 22 mil mudas para serem distribuídas, gratuitamente, aos agricultores que tiveram as plantações prejudicadas pelo ciclone bomba, que ocorreu no ano passado na região Sul do país.

“Tivemos muitas plantações prejudicadas e resolvemos contribuir e ajudá-los com a doação de mais de 22 mil mudas. O governo municipal investiu R$ 50 mil na compra”, contou o gerente de Agricultura e Agronegócio, Vanderlei Zilli.

Notícias Relacionadas

Homem que matou estuprador é condenado a 14 anos de prisão em Criciúma

O crime aconteceu em fevereiro de 2019, quando a vítima foi assassinada a tiros por Y.D.C., à época com 23 anos, no bairro Cristo Redentor, em Criciúma

São Ludgero foi sede da reunião do Colegiado de Educação da Amurel

O evento foi aberto e coordenado pelo Assessor da Amurel, responsável pela área de Educação

Governador Carlos Moisés destaca inovação catarinense durante Circuito Inova SC

O reitor do Unibave, Guilherme Valente de Souza, destacou o momento ímpar vivido pela Acafe e por cada universidade comunitária do Estado

Santa Catarina reduz a cinco meses intervalo para dose de reforço em idosos

A logística de encaminhamento de doses para os municípios tem ocorrido de forma ágil e leva em conta a estimativa populacional do IBGE