Segurança

Mulher ouve campainha tocar e encontra recém-nascido abandonado em caixa em SC

Polícia Civil instaurou um inquérito para apurar as circunstâncias e a autoria dos fatos. Caso aconteceu em Porto União.

Foto: Arquivo Pessoal/ Divulgação

Um bebê recém-nascido foi encontrado por uma moradora na frente da própria casa em Porto União, no Norte catarinense, no amanhecer de domingo (7). Segundo os bombeiros, que fizeram o primeiro atendimento à criança, o menino foi deixado no local dentro de uma caixa.

A Polícia Civil informou, nesta segunda-feira (8), que instaurou um inquérito para apurar as circunstâncias e a autoria dos fatos. A mãe não foi identificada.

Ainda com o cordão umbilical, o bebê foi atendido pelo Corpo de Bombeiros e levado até o Hospital e Maternidade São Braz, onde seguia até a última atualização da matéria.

Segundo o Conselho Tutelar, que foi acionado pela PM, o menino será encaminhado a um abrigo após sair da unidade de saúde. A previsão é que ele tenha alta ainda nesta semana.

Uma das pessoas que participou do resgate foi o subtenente Alfonso Eckl. Com 35 anos de profissão, ele afirmou que nunca havia presenciado uma cena parecida.

“É uma situação que mexe com o emocional, na hora eu lembrei do meu neto, a gente até se emocionou. Mas graças a Deus ficou tudo bem”, relatou. Alfonso conta que os bombeiros foram acionados por volta das 6h50min de domingo na Rua Atleta Ronaldo Marcos Czerwonka, no bairro Vice King. O monitoramento diário da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), que monitora as condições climáticas no Estado, mostrou que o amanhecer do dia registrou 10ºC.

A dona da casa, segundo o bombeiro, ouviu a campainha tocar e os cachorros latindo, e quando abriu a porta viu uma mulher correndo. Na frente da residência, estava a caixa com o bebê dentro.

A mulher, então, acolheu a criança e a esquentou com uma coberta dentro de casa até a chegada dos bombeiros. Quando a guarnição do subtenente Eckl Alfonso chegou, precisou cortar o cordão umbilical e verificar se estava tudo bem com a criança.

“A criança estava consciente, orientada, chorando. Fizemos o clampeamento do cordão, aquecemos e na sequência levamos até o hospital. Era muito frio, então a proprietária da casa já tinha amparado, esquentado a criança”, relata.

O Conselho Tutelar informou que foi acionado pela Polícia Militar, que esteve no hospital junto com os conselheiros. O menino deve ficar na unidade por cerca de três dias. Depois, será encaminhado a um abrigo até decisão judicial.

Com informações do G1

Notícias Relacionadas

Caixa não tem como filtrar classe de quem pede auxílio, diz Guimarães

Presidente do banco comentou pagamento de benefício a classes altas

Caixa libera saque da 2ª parcela de auxílio para nascidos em maio

Mais de 50 bancos participam da operação de pagamento

Caixa abre 770 agências amanhã para pagar auxílio emergencial e FGTS

Horário de funcionamento será das 8h às 12h

Caixa credita hoje saque emergencial do FGTS para nascidos em setembro

Calendário foi mantido, apesar de medida provisória ter expirado