Segurança

Neném da Costeira consegue saída temporária de presídio onde está preso em Criciúma

Condenado é considerado um dos maiores traficantes de drogas do Estado. Ele cumpre pena de 21 anos e dez meses de prisão por morte de homem em 2002 e formação de quadrilha.

Foto: Reprodução/ NSC TV

ATUALIZADA >>> Por risco de fuga, Justiça revoga saída temporária de traficante Neném da Costeira

O detento Sérgio de Souza, conhecido como Neném da Costeira, conseguiu na Justiça o benefício da saída temporária por sete dias. A juíza Débora Driwin Rieger Zanini, da Vara de Execuções Penais de Criciúma determinou na quarta-feira (5) que o preso faça uso de tornozeleira eletrônica. Ele é condenado por tráfico de drogas e homicídio.

A informação foi confirmada pela Justiça e pelo Departamento de Administração prisional. O detento voltou ao sistema prisional catarinense em outubro do ano passado e está preso na Penitenciária Sul de Criciúma. Antes, ficou seis anos na Penitenciária Federal de Porto Velho.

A reportagem do G1 ainda não conseguiu falar com o advogado do preso.

Neném da Costeira é considerado um dos maiores traficantes de drogas do estado. Em 2010, ele foi condenado em tribunal do júri a 23 anos e oito meses de prisão. Esse julgamento, porém, foi anulado pelo Superior Tribunal de Justiça.

Em novembro de 2015, ele foi condenado a 21 anos e dez meses de prisão pela morte de um homem em 2002 e formação de quadrilha.

Conforme a Justiça, tem direito à saída temporária o detento que cumpre pena em regime semiaberto, aquele que até a data da saída tenha cumprido 1/6 da pena total se for primário, ou 1/4 se for reincidente.

Para conseguir o benefício, o detento tem que ter boa conduta carcerária: antes do magistrado conceder a saída temporária, é feita consulta aos diretores da unidade prisional.

Com informações do G1SC

Notícias Relacionadas

Tribunal de Justiça nega liberdade para homem acusado de usar até boneca vodu para aterrorizar sua ex

O homem desrespeitou as medidas protetivas concedidas anteriormente em favor da ex-companheira

Polícia Civil cumpre mandados contra suspeitos de latrocínio em Sombrio

DIC de Criciúma apreende 1,5 kg de maconha e munição de calibre restrito

Índices de crimes caem bruscamente em Orleans

Segundo dados divulgados pela Polícia Civil, houve redução de 300% dos crimes de roubo e quase 30% do número de furtos.