Geral

O que muda nas aposentadorias dos mineiros

O que muda nas aposentadorias dos mineiros

Foto: Arquivo / Portal Engeplus

Em um primeiro momento, as aposentadorias especiais nas quais se enquadram os trabalhadores das minas de carvão não sofrerão maiores alterações com a reforma da Previdência em curso. Mas há um porém. “Existe uma lei complementar a ser aprovada, não sabe-se quando, mas quando ela vier, aí sim haverá uma mudança”, informa o advogado Iremar Gava.

Com a alteração, a nova lei vai estipular, via Proposta de Emenda à Constituição – PEC que todas as aposentadorias especiais passarão a exigir idade mínima de 55 anos e tempo mínimo de contribuição de 20 anos. “Isso muda bastante as relações atuais”, analisa.

Enquanto a PEC não vem, as aposentadorias especiais são ressalvadas por um substitutivo que preserva o atual regime. “Mas isso até que a lei complementar que é estabelecida pela Constituição Federal seja aprovada”, reforça Gava. Assim, os mineiros continuam se aposentando com 15 anos de contribuição por atuação no subsolo e frente de trabalho, 20 anos para subsolo e afastado das frentes e 25 anos para atuação na superfície.

Mas há uma mudança importante que a lei complementar vai colocar em vigor na atual reforma, e diz respeito ao cálculo dos benefícios. “Mesmo preservando o direito da aposentadoria do mineiro de subsolo aos 15 anos, a nova regra vai recalcular. Até agora, o trabalhador recebia 100% da média de 80% das maiores contribuições desde julho de 1994. Agora, vai passar para 70%”, adianta o advogado. Isso, naturalmente, vai redundar para benefícios futuros em uma redução da remuneração.

O substitutivo ao artigo 16 da PEC está sendo encaminhado para votação no plenário da Câmara dos Deputados.

Com informações do Portal Engeplus

Notícias Relacionadas

Chuva de rosas e santa missa abrem a 85ª Festa em Honra a Santa Barbara e Santa Luzia em Lauro Müller

Imagens das santas trazidas por mineiros foram acolhidas na igreja do distrito do Barro Branco sob pétalas de rosas lançadas de helicóptero.

PEC do Governo do Estado permite repasse de recursos de emendas parlamentares direto aos municípios

A PEC é uma forma de agilizar e desburocratizar os repasses dos recursos de emendas parlamentares diretamente para as prefeituras por meio de transferência especial, independentemente de celebração de convênio.

Maia abre sessão que vai votar destaques à PEC da Previdência

Deputados vão debater oito sugestões de mudanças ao texto-base

O modelo de aposentadoria proposto pelo presidente eleito Jair Bolsonaro

As advogadas Luciane Goulart e Paula Galatto de Fáveri detalham as principais mudanças e o que pode impactar na vida do trabalhador.