Trânsito

Pedágios irão pautar reunião da Fecam

E o documento será apresentado em uma reunião marcada para a terça-feira, na capital.

Divulgação

Responsável pelos trâmites de judicialização da concessão da BR-101/Sul, a Federação Catarinense de Municípios (Fecam), encomendou um laudo técnico, com o objetivo de constatar as possíveis irregularidades no edital que foi lançado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). E o documento será apresentado em uma reunião marcada para a terça-feira, na capital.

Durante o encontro, que será realizado a partir das 13h, na sede da Fecam, será apresentado, além do laudo técnico, as informações sobre a representação administrativa junto ao Tribunal de Contas da União (que aprovou o edital) e o andamento da ação que pede a suspensão do edital.São esperados no encontro, representantes das três associações de municípios da região Sul, além de deputados e lideranças políticas.

“Eu não tenho acesso ao relatório pronto. Ainda estamos questionando basicamente os valores e as distâncias entre as praças de pedágios. Há uma discrepância muito grande com relação à região Norte. Eu participei de todas as audiências públicas e aceitávamos o pedagiamento, mas com condições justas e no mínimo equiparadas às condições do Norte. Não é possível que o Sul tenha que pagar essa conta mais uma vez. Além do mais, o trecho Norte tem uma série de obras complementares que estão atrasadas há mais de uma década. E o próprio Ministério de Infraestrutura falou que não fará mais nesse modelo, mas sim na cobrança do quilômetro rodado, então por que adotar o modelo antigo? Modelo de praças. Serão mais quatro. Já temos um em Paulo Lopes. Vamos ter mais cinco praças de pedágios da capital até a divisa com o Rio Grande do Sul. O Sul já pagou essa conta uma vez quando a duplicação parou no Norte e não queremos pagar novamente”, destaca o presidente da Fecam e prefeito de Tubarão, Joares Ponticelli (PP).

Leilão em fevereiro

O leilão está marcado para o dia 21 de fevereiro, na B3, sede da Bolsa de Valores, em São Paulo. O edital prevê a tarifa-máxima de pedágio de R$ 5,19 e o vencedor será aquele que oferecer o menor valor.

Além do pedágio instalado em Palhoça, está prevista a instalação de outras quatro praças: Laguna (quilômetro 298), Tubarão (quilômetro 346, no limite com Treze de Maio e Jaguaruna), Araranguá (quilômetro 408, no limite com Maracajá), e São João do Sul (quilômetro 460, no limite com Passo de Torres). O trecho total possui 220 quilômetros de extensão e o vencedor ficará com a concessão por 30 anos.

Com informações do site TNSul

Notícias Relacionadas

Em audiência pública, municípios do Sul decidem ir à Justiça para reverter questão dos pedágios na BR-101

As três associações de municípios que serão impactados pela implantação das praças de pedágios no trecho Sul da BR-101 se reuniram na Arena Multiuso Prefeito Estêner Soratto da Silva, em Tubarão

Entrega voluntária de bebês para adoção é tema de reunião na comarca de Criciúma

O procedimento de entrega voluntária de crianças recém-nascidas para a adoção é previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)

Prefeito de Braço do Norte viaja à Brasília em busca de recursos

O chefe do executivo se encontrará com o secretário executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Marcos Montes, juntamente com deputado federal Ricardo Guidi.

Coronavírus em SC: Governador e presidente da Fecam debatem estratégias para combate à pandemia

O Governo do Estado se comprometeu a apresentar aos prefeitos, nos próximos dias, uma ferramenta que analisa a situação da pandemia de maneira regionalizada, o que ajudará na tomada e compartilhamento de decisões dos entes públicos.