Geral

Perícia indica que jovens poderiam ter evitado mortes ao ficarem fora da BMW

As autoridades investigam a possibilidade de um vazamento entre o motor e o painel do carro

Foto: Divulgação

De acordo com os laudos da Polícia Científica, a tragédia que resultou na morte de quatro jovens em Balneário Camboriú poderia ter sido evitada se eles tivessem optado por ficar fora do veículo. As análises apontaram que as vítimas perderam a vida devido à asfixia provocada por altos níveis de monóxido de carbono dentro da BMW. Três dos jovens apresentavam concentrações acima de 50%, consideradas letais, enquanto o quarto estava próximo desse valor. A perita Criminal Bioquímica, Bruna de Souza Boff, destacou que a ligação reversível do monóxido de carbono com a hemoglobina permitiu que os jovens prolongassem a agonia ao saírem do carro, mas a reentrada os intoxicava novamente.

Os testes realizados no veículo revelaram uma concentração de 1000 ppm de monóxido de carbono no capô, que entrava no carro através do sistema de ar-condicionado. Comparativamente, os valores na saída do escapamento de um carro original seriam entre 30 e 40 ppm. A combinação da alta concentração do gás com uma exposição de cerca de quatro horas desencadeou a asfixia fatal.

O diretor de Medicina Legal, perito médico legista Fernando Oliva da Fonseca, explicou que a morte foi lenta devido à diminuição da oferta de oxigênio nos tecidos cerebrais, cardíacos e renais. Ele ressaltou a dificuldade de perceber o monóxido de carbono, que não tem cheiro, e que a alteração na coloração sanguínea foi crucial para o diagnóstico nos jovens.

O caso, que chocou o Brasil, ocorreu quando os jovens foram encontrados em parada cardiorrespiratória dentro da BMW no estacionamento da rodoviária de Balneário Camboriú. A namorada de um dos jovens relatou que, devido ao trânsito congestionado, decidiram ficar no carro com o ar-condicionado ligado até melhorarem. Se tivessem escolhido permanecer fora do veículo, poderiam ter sobrevivido. As autoridades investigam a possibilidade de um vazamento entre o motor e o painel do carro, provocando intoxicação e asfixia por monóxido de carbono.

Notícias Relacionadas

Caravaggio está na semifinal da Série B do Catarinense

Geada cobre pastos na Serra em domingo com mínimas próximas de 0ºC

As temperaturas mais baixas foram registradas em Urubici e Fraiburgo

Motociclista que morreu em acidente de trânsito em Siderópolis é identificado

O acidente ocorreu na rodovia Padre Herval Fontanella, no Distrito Industrial, em frente à Resicolor Tintas (apenas referência).

Homem é preso após fazer esposa e neta reféns em Grão-Pará

A operação resultou na prisão do suspeito e na libertação das reféns sem ferimentos.