Geral

Petrobras espera que queda de preço da gasolina chegue aos postos

Preço do combustível nas refinarias é o mais baixo desde 2011

Divulgação

A Petrobras informou que, com uma nova redução de 15% a partir desta quarta-feira (25), o preço médio da gasolina nas refinarias passa a ser R$ 1,14 por litro. Este é o menor preço cobrado pela companhia desde 31 de outubro de 2011.

“A Petrobras espera que este movimento nos preços se reflita, no curto prazo, na redução do preço final cobrado ao consumidor”, diz nota divulgada pela empresa.

No acumulado do ano, a redução do preço da gasolina é de cerca de 40%.

De acordo com pesquisa semanal da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), entre os dias 15 e 21 de março, o preço médio ao consumidor no país para a gasolina era de R$ 4,486 por litro.

Repasse ao consumidor

O repasse de ajustes dos combustíveis nas refinarias para o consumidor final nos postos não é imediato e depende de diversos fatores, como consumo de estoques, impostos, margens de distribuição e revenda e mistura de biocombustíveis.

Postos de combustíveis pelo país já sentem queda importante na demanda, em meio a medidas de isolamento social praticadas por autoridades e sociedade em geral para evitar a proliferação do novo coronavírus.

No caso do preço do diesel, a petroleira não realizou ajuste nesta quarta-feira. Mas o combustível fóssil vendido pela companhia acumula recuo de aproximadamente 30% neste ano até o momento.

Notícias Relacionadas

Covid-19: Brasil tem 154 mil mortes e 5,27 milhões de casos acumulados

Até o momento, 4.721.593 pessoas já se recuperaram da doença

Ninguém acerta as seis dezenas e Mega-Sena vai a R$ 32 milhões

Quina teve 52 acertadores e cada um vai receber R$ 34,3 mil

Gaeco faz buscas na Usina de Asfalto da Prefeitura de Criciúma

Investigações são acerca do contrato de pavimentação da Avenida Centenário, firmado em 2019 com a empresa JR Construções, de Içara.

Mulher de 64 anos é a 95ª morte por Covid-19, em Tubarão

O município já teve 6.161 casos confirmados até o momento.