Segurança

Polícia Civil de Orleans evita a continuidade de violências contra mulher

A vítima foi submetida a exame de corpo de delito e foi requerida medida protetiva de urgência junto ao Poder Judiciário

Divulgação

No dia 12 de janeiro a Polícia Civil de Orleans recebeu “denúncia anônima” dando conta que dois dias antes, 10 de janeiro de 2021, no bairro Coloninha, na própria cidade de Orleans, uma mulher de 46 anos teria sido agredida fisicamente pelo seu marido, um homem de 49 anos. Diante do fato, os policiais civis foram imediatamente verificar os fatos.

Após diligências investigativas realizadas no dia 12 de janeiro de 2021, dia do recebimento da denúncia, foi constatado que, de fato, havia sido agredida, apresentando lesões nos braços e olho direito. Além disso, o marido também teria ameaçado a sua esposa de morte, caso ela se separasse.

A vítima foi submetida a exame de corpo de delito e foi requerida medida protetiva de urgência junto ao Poder Judiciário. Foi instaurado inquérito policial com base na Lei Maria da Penha para apurar crimes de lesão corporal em sede de violência doméstica, injúria e ameaça.

A denúncia evitou que um mal maior acontecesse. Denunciando é possível salvar vidas. As denúncias serão anônimas.

Notícias Relacionadas

Comitiva do Sul visita obras da Serra da Rocinha

A estimativa é de que sejam necessários R$ 41 milhões para a finalização, sendo que R$ 15 milhões devem ser assegurados pelo Ministério da Infraestrutura.

Presidente da ADEPOL-SC esclarece sobre movimento “Segurança em Alerta”

Movimento visa sensibilização do Executivo Estadual a respeito da reforma da previdência estadual e teve a adesão em toda SC.

Incêndio atinge indústria de alimentos em Içara

Ocorrência foi atendida pelo Corpo de Bombeiros na tarde desta quinta-feira, dia 24, no bairro São José.

Colégio Satc conquista 1º, 2º e 3º lugares no Desafio Nacional Acadêmico

Escola é a primeira do Sul a conquistar a primeira colocação nacional