Segurança

Polícia prende adolescente acusado de matar policial e usuária de drogas em Criciúma

Conforme o delegado André Milanese, a internação do adolescente foi decretada na noite desta segunda-feira (04) pela Justiça. Ele ficará internado provisoriamente por 45 dias.

Polícia Civil foto de arquivo

Foto: Divulgação

A Polícia Civil, através da Divisão de Investigação Criminal – DIC e Delegacia de Polícia Civil do Adolescente, Mulher e Idoso – DPCAMI, prendeu um adolescente de 17 anos acusado de ser o autor de dois assassinatos nos últimos dias em Criciúma. As vítimas são o policial militar da reserva Carlos Amarildo Vieira e a usuária de drogas Beatriz Alves dos Santos.

Conforme o delegado André Milanese, a internação do adolescente foi decretada na noite desta segunda-feira (04) pela Justiça. Ele ficará internado provisoriamente por 45 dias.

Os crimes

Segundo a Polícia Civil, a primeira vítima do adolescente era Beatriz. Ela foi assassinada a tiros na madrugada de 31 de maio, no bairro Progresso. Já no dia 02 de junho, o Cabo Amarildo foi morto com seis tiros no interior de uma guarita de um condomínio, onde trabalhava como porteiro.

Segundo Milanese, ambos os homicídios foram praticados com pistola calibre .380, tendo como suspeitos jovens integrantes de facção criminosa que atuam nos bairros Progresso e Jardim União.

O motivo dos assassinatos

A investigação também apontou que a morte do Cabo Amarildo teria sido motivada em função de informações repassadas à Polícia Militar de crimes praticados por moradores no condomínio onde o policial trabalhava e, o adolescente residia.

Já no caso de Beatriz, o adolescente também confessou o crime e afirmou que a matou pelo fato dela ter praticado um furto na casa de um parente.

Até a prática dos homicídios, o adolescente possuía seis passagens policiais por furto de veículo, roubo à mão armada, receptação e tráfico de drogas.

Notícias Relacionadas

Morador é executado com cinco tiros em Criciúma

Segundo informações, a vítima saiu recentemente do presídio e possui passagens por pedofilia e estupro de vulnerável.

Polícia Civil apresenta dados positivos na repressão de roubos em Criciúma com prisões realizadas e criminosos identificados

Comparado com 2018, os dados indicam redução de roubos com uso de arma de fogo, roubos em residência e roubos com mais de três autores, com estabilização da quantidade de roubos gerais.

Revólver, munições e droga são encontrados durante blitz realizada pela PMRv de Içara

Após mais de 2 meses desaparecida, adolescente de 13 anos é resgatada de acampamento em mata de SC

Polícia Civil investiga suspeita de cárcere privado. Vizinho de 51 anos é procurado.