Trânsito

Postos da Polícia Rodoviária mantém interdição da Serra e alegam não ter recebido comunicação oficial

Lideranças municipais de Lauro Müller e Bom Jardim da Serra foram informados na manhã desta sexta-feira (01), da liberação do tráfego de caminhões até 15 toneladas na SC-390, trecho da Serra do Rio do Rastro.

Foto: Daniel Búrigo / A Tribuna

A interdição de tráfego para veículos (caminhões e ônibus) com peso bruto até 6 toneladas se mantém na Serra do Rio do Rastro. A Polícia Militar Rodoviária (PMRv) lembra aos motoristas que, a autorização de liberação para veículos até 15 toneladas anunciada pelo Governo do Estado nesta sexta-feira (01), ainda não foi recebida pelo órgão de trânsito.

“Estamos recebendo ligações questionando sobre a mudança. Ainda não fomos comunicados e mantemos o limite de 6 toneladas. Caminhoneiros que nos mostraram comunicados de lideranças falando sobre a liberação, mas independente, não fomos oficialmente comunicados”, comenta o Sargento Adriano da PMRv do Guatá, em Lauro Müller.

Já no topo da Serra, a situação é a mesma. “Estamos no aguardo de informações do Comando Estadual da PMRv. Sem isso, seguimos a orientação de limitar veículos com até 6 toneladas. Muitos deles com peso acima deste limite estiveram aqui e tiveram que retornar”, enfatiza o comandante da PMRv em Bom Jardim da Serra, Sargento Bonetti.

Em contato com o superintendente regional do Deinfra, Lourival Pizzolo, o mesmo afirmou que não houve nenhuma comunicação até o momento. “Não me informaram sobre a liberação. A decisão parte da capital do Estado. Caso ocorra, comunicaremos de imediato os postos da PMRv na Serra”, comenta.

Entenda

Lideranças municipais de Lauro Müller e Bom Jardim da Serra, entre elas os prefeitos Valdir Fontanella e Serginho Rodrigues, respectivamente, receberam na manhã desta sexta-feira (01), a autorização para liberação do tráfego de caminhões até 15 toneladas na SC-390, trecho da Serra do Rio do Rastro.

  • 52864558_1332070953601705_8047499459673718784_n
  • bd165dcc-684c-4191-b0c4-bbb6bd3f40f2 (1)
  • 88b49b6a-d7f1-4f82-b11e-1a05b963fe7f
  • 6ea74aba-8c37-4239-a690-4fa8afc7a859

As informações foram repassadas por representantes da Defesa Civil e pelo próprio secretário de Infraestrututra no Estado, Carlos Hassler. “Esperamos os laudos técnicos necessários e mandamos a equipe lá para verificar a situação. Concluímos que podemos liberar o transito e a ideia é expedir a ordem de imediato por sabermos que temos muita produção para escoar. Imediatamente vamos difundir a informação, mas pedimos paciência porque as vezes demora para chegar a informação na ponta da linha. O quanto antes, estaremos informando os envolvidos”, afirmou o secretário às lideranças.

O deputado estadual Volnei Weber também destacou a liberação do trânsito na Serra, enfatizando  o lançamento de uma nota técnica, para o final de semana. “Hoje é dia de agradecer ao Secretário da Defesa Civil, Sr. João Batista e ao Secretária de Infraestrutura, Sr. Carlos Hassler, pelo empenho e dedicação para que a Serra do Rio do Rastro fosse liberada. Na mesma, só estavam permitidos a passagem de carros de passeios, ônibus e caminhões até seis toneladas. Nesta fase de produção onde os moradores necessitam e vivem do seu trabalho, após visitas de ambas as secretarias, conseguimos agora a liberação para caminhões tipo toco e truck com até 15 toneladas. O lançamento de nota técnica esta previsto ainda para este final de semana“, citou em seu comentário.

Portanto, o tráfego de veículos continua limitada ao peso bruto de 6 toneladas na Serra do Rio do Rastro.

 

Notícias Relacionadas

Com aperfeiçoamento constante, Associação de Apicultores de Orleans é destaque em Santa Catarina

Revólver, munições e droga são encontrados durante blitz realizada pela PMRv de Içara

Colisão frontal termina em morte em Balneário Rincão

Colisão frontal deixa dois em estado grave na SC-108, entre Orleans e Urussanga

Um dos motoristas ficou preso às ferragens e teve o carro cortado para ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros.