Geral

Com aperfeiçoamento constante, Associação de Apicultores de Orleans é destaque em Santa Catarina

Com aperfeiçoamento constante, Associação de Apicultores de Orleans é destaque em Santa Catarina

Foto: Ketully Beltrame / Sul in Foco

Com a busca constante por aperfeiçoamento, a Associação de Apicultores de Orleans – AAPICOR, fundada em novembro de 2010 e, atualmente, com 12 associados, destaca-se em Santa Catarina e também no Brasil. O presidente da Federação das Associações de Apicultores de Santa Catarina – FAASC, Nésio Fernandes Medeiros, enalteceu tal marca.

“Em nível de Brasil, não sei se chega a ter dez propriedades com o padrão tecnológico como estas aqui da comunidade da Taipa. Este grupo é referência nacional e impressiona”, destacou. A associação orleanense participa com aproximadamente 25% da produção de mel na região Sul, que, por sua vez, participa com 60% da produção de mel de Santa Catarina. O número equivale a aproximadamente 15% do total da produção de mel do estado.

Com aperfeiçoamento constante, Associação de Apicultores de Orleans é destaque em Santa Catarina

Foto: Ketully Beltrame / Sul in Foco

“Os apicultores sócios participam frequentemente de encontros estaduais, cursos profissionalizantes, eventos de capacitação, reuniões, dias de campo e entre outros. Esta intensa participação e comprometimento fizeram dos apicultores da comunidade de Taipa, em Orleans, os detentores da maior produtividade nacional de mel, alcançando em 2014 uma média de 87 quilos/mel/colmeia ano”, destacou o engenheiro agrônomo, agente de extensão rural da Epagri de Orleans, Fabiano Alberton.

Para continuar indo ao encontro do propósito de manter-se progredindo, investimentos e parcerias são essenciais. Por isso, foi realizada, em cerimônia nessa sexta-feira (7), a inauguração das reformas e ampliações das unidades de extração de mel pertencentes à famílias de apicultores associadas à AAPICOR, com auxílio do Programa SC Rural, do Governo do Estado de Santa Catarina. O projeto contou também com o apoio da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina – Epagri.

“O objetivo foi melhorar e ampliar a quantidade de mel produzido pelos associados e aumentar a capacidade de extração de mel e de cera derretida das unidades extratoras de mel pertencentes e de uso de associados da AAPICOR, visando aumento da renda e facilidade e agilidade na execução do trabalho”, explicou Fabiano.

O valor total do investimento foi de R$ 522.665. Deste montante, R$ 260.500 mil foi apoiado pelo Programa SC Rural e R$ 262.165 foi contrapartida de apicultores. Além deste, investimento de R$ 352.165, com apoio do SC Rural de R$ 150 mil e contrapartida de R$ 202.165 dos apicultores Fabrícia Waterkemper Warmeling Wernke, Fábio Waterkemper Warmeling, Guido Niehues Warmeling, Bertilo Boeger Eller e Gilberto Warmeling, e de R$ 120 mil, sendo metade apoio do SC Rural e metade de contrapartida dos apicultores Jairo Niehues e Waldevino Niehues.

Além de Fabiano e de Nésio, se fizeram presentes na cerimônia o presidente da AAPICOR, Marcelo Dimon, a vice-presidente Fabricia Waterkemper Warmeling Wernke; o prefeito de Orleans Jorge Koch; o presidente da Câmara de Vereadores de São Ludgero, Léo Fuchter, representando o prefeito Volnei Weber; o coordenador estadual de apicultura e vice-presidente da FAASC, Ivanir Cela; o gerente regional da Epagri de Criciúma, Fernando Damiam Preve Filho; o diretor de Cooperativismo e Agronegócios da Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca, Athos de Almeida Lopes Filho; os secretários municipais de Agricultura de Orleans e São Ludgero, Luiz Cristóvão Crocetta e Paulo Sérgio Lorenzetti, respectivamente; o vereador de São Ludgero Benício Warmeling; e entre outras autoridades.

Com aperfeiçoamento constante, Associação de Apicultores de Orleans é destaque em Santa Catarina

Foto: Ketully Beltrame / Sul in Foco

A vice-presidente da AAPICOR, ao fazer uso da palavra, reconheceu o trabalho de todos os envolvidos. “Gostaria de cumprimentar os nossos associados que, com certeza, são os principais responsáveis por tudo que estamos vivendo hoje e um agradecimento especial também as nossos amigos da Epagri por terem acreditado em nossa associação, que poderíamos usufruir desse recurso, e ao presidente da FAASC, por sua atitude honrosa em todas as ocasiões que o procuramos”, afirmou.

“Esta inauguração hoje só está sendo possível graças a parceria, a amizade de várias pessoas que em momentos de dificuldade não pouparam esforços para nos ajudar e que hoje muito nos alegram com suas presenças. Esse momento histórico que estamos vivendo é o resultado da luta de um associativismo que se articulou, buscou unir forças políticas, promoveu inúmeras reuniões e contou com o apoio de pessoas de grandeza inigualável”, acrescentou Fabrícia.

O presidente da Federação das Associações de Apicultores de Santa Catarina – FAASC, por sua vez, destacou a atuação da Epagri em prol do desenvolvimento da apicultura. “Hoje, a Epagri assumiu a apicultura catarinense, é a principal articuladora, a principal empresa de assistência técnica. O Senai, o Sabrae e a Fundação Banco do Brasil também apoiaram e contribuíram muito. Mas, sem sombra de dúvida, hoje a Epagri é a grande responsável por todo sucesso e desenvolvimento da apicultura, que vive um grande momento em Santa Catarina”, defendeu Nésio.

Após a abertura e apresentação do projeto, foi realizada uma visitação nas unidades de extração de mel, seguida de confraternização com os participantes.

  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12

Notícias Relacionadas

ALERTA: Período de seca pode comprometer consumo de água em Lauro Müller

A represa localizada em Rio Bonito, a qual abastece os setores de abrangência da companhia em Lauro Müller, está quase seca.

Seminário discute desenvolvimento da cadeia leiteira no Sul de Santa Catarina

Comissão aprova nome de José Nei Ascari ao TCE

Postos da Polícia Rodoviária mantém interdição da Serra e alegam não ter recebido comunicação oficial

Lideranças municipais de Lauro Müller e Bom Jardim da Serra foram informados na manhã desta sexta-feira (01), da liberação do tráfego de caminhões até 15 toneladas na SC-390, trecho da Serra do Rio do Rastro.