Política

Príncipe Luiz Philippe de Orleans e Bragança poderá ser o vice de Jair Bolsonaro

Janaína Paschoal recusou convite. Bolsonaro disse o plano B seria o príncipe Luiz Philippe de Orleans e Bragança.

Foto: Bruno Santos / Folha de São Paulo

A advogada Janaína Paschoal alegou questões familiares e recusou neste sábado (4) o convite para ser vice de Jair Bolsonaro (PSL) na disputa presidencial. Em entrevista concedida na sexta (3) à GloboNews, Bolsonaro disse que, caso Janaína não aceitasse o convite, “seu plano B” seria o príncipe Luiz Philippe de Orleans e Bragança. Nenhum anúncio oficial foi feito até o momento.

“Não posso ter preferência. Lógico, sempre, a gente pensa em um ‘plano B’. No momento, o ‘plano B’ é o príncipe”, declarou. Janaína foi a terceira tentativa do candidato Jair Bolsonaro (PSL) de fechar um nome para vice na chapa dele. Antes, foram convidados Magno Malta, senador do PR do Espírito Santo, e o general Augusto Heleno, do PRP. Nos dois casos, a negociação também não prosperou. As informações são do site Globo.com.

“Por questões familiares, por ora, eu não posso me mudar para Brasília. A minha família não me acompanharia”, disse Janaína no Twitter. Ela alegou ter tomado a decisão após conversa com o Bolsonaro e com Gustavo Bebianno, presidente em exercício do PSL. “Eu tentei todas as composições possíveis. Peço desculpas ao Brasil e prometo, esteja onde estiver, com ou sem cargo, continuar lutando por um país livre. Acima de tudo, um país de mentes livres. Essa tem sido minha luta, desde que nasci. Acho até que nasci para isso!”, afirmou.

Luiz Philippe de Orléans e Bragança, 49 anos, príncipe de Orléans e Bragança, é um ativista, cientista político e empresário brasileiro, descendente dos imperadores Dom Pedro I e Dom Pedro II. Portanto, membro da família imperial brasileira). É líder do movimento político Acorda Brasil.

Notícias Relacionadas

Novos nomes do PSD se reúnem para discutir ações para as eleições deste ano

TSE aprova reserva de recursos para negros nas eleições de 2022

Critério de distribuição também deverá ser aplicado no tempo de TV

Eleições 2020: PSD projeta eleições a partir da Tríplice Aliança entre PSB e MDB

O presidente Eliandro Bett Giongo falou sobre os preparativos para as disputas eleitorais e ressalta projetos para o crescimento de Lauro Müller

Começa prazo para vereador mudar de partido antes das eleições

Até 3 de abril vereadores podem mudar de partido sem perder mandato