Política

Eleições 2020: PSD projeta eleições a partir da Tríplice Aliança entre PSB e MDB

O presidente Eliandro Bett Giongo falou sobre os preparativos para as disputas eleitorais e ressalta projetos para o crescimento de Lauro Müller

Divulgação/Arquivo Pessoal

As eleições municipais ocorrem em outubro de 2020 no Brasil e muitas pessoas já começam a planejar uma candidatura e projetar melhorias para as cidades. Em Lauro Müller o Partido Social Democrático (PSD) já se organiza desde 2018 para a disputa eleitoral. O presidente Eliandro Bett Giongo falou sobre os preparativos para outubro.

“O PSD de Lauro Müller já vem se organizando desde de 2018, após a eleição estadual, quando conseguimos uma boa votação para os deputados eleitos Júlio Garcia (estadual) e Ricardo Guidi (federal). Após a eleição, continuamos nos reunindo e identificando lideranças e nomes para compor a nominata de candidatos a vereador e também para decidir se teremos ou não nome para a majoritária na eleição de outubro”, comenta o presidente.

Eliandro destaca que o PSD está conversando com outros partidos com o objetivo de fechar coligações e então escolher os candidatos à majoritária. “Até então o partido vem trabalhando pelo projeto da Tríplice Aliança, formada por PSD, PSB e MDB. Desta forma a dupla para a majoritária estará sendo formada com base no que for melhor para Lauro Müller e naquilo que a população espera dos novos gestores do município. Se essa dupla terá alguém do PSD ou não ainda não podemos afirmar, nosso objetivo é consolidar a tríplice com os melhores nomes”, ressalta.

Mesmo sem a definição para a disputa da majoritária, o PSD tem nomes que estão à disposição para uma possível candidatura. “Essa definição vai depender dos encaminhamentos que teremos nos próximos meses devido ao projeto da Tríplice Aliança. De qualquer forma o partido conta com nomes importantes, como do ex-prefeito Fabrício Kusmin Alves, Soraya Cúrcio Librelato e o empresário Carlos Alberto Mendonça (Grilo) que foi candidato a vice-prefeito na eleição de 2016”, explica Eliandro.

Para a disputa ao Legislativo, o presidente conta que o PSD quer concorrer com 15 candidatos, sendo que o partido já tem uma lista com dez nomes. Eliandro não quis confirmar todos os nomes dos pré-candidatos a vereadores, mas destacou que dois atuais suplentes irão tentar a reeleição. “Para a eleição de 2020, temos dois pré-candidatos que participaram do pleito em 2016 e ficaram como suplentes, um deles é Jair de Oliveira Bitencourt, popular Queijo, e eu como atual presidente do PSD também disputarei”, fala.

Divulgação/Arquivo Pessoal

O PSD também irá disputar o Legislativo com novos candidatos, que nunca se elegeram ou nunca se candidataram antes. “Atendendo ao anseio da população que pede e espera pela renovação total no legislativo, o PSD vai apresentar uma nominata com a maioria dos candidatos que nunca participou de uma eleição”, comenta Eliandro.

O presidente do PSD destacou algumas ideias que o partido tem para a cidade de Lauro Müller. “Acreditamos que o maior projeto que o PSD pode defender, e que Lauro Müller merece, é uma administração séria e honesta, que honre o dinheiro público, que seja ética e responsável nas suas ações e que tire Lauro Müller das páginas policias. A cidade precisa voltar a crescer. Precisamos apoiar as iniciativas dos empreendedores locais em todas as áreas, seja na indústria, no comércio, na agricultura, no turismo, entre outras áreas. Apoiando os empresários locais o município terá receita suficiente para prestar um serviço público de qualidade à altura do que a população merece.

Outro grande desafio é com relação à saúde, especificamente a Maternidade do Hospital Henrique Lage. Essa é uma demanda urgente das nossas gestantes. Infelizmente em pleno 2020, Lauro Müller não registra mais nenhum nascimento e isso nos entristece muito”, comenta.

Eliandro ainda afirma que o Plano de Governo será feito com o objetivo de resolver os problemas da população. “Entendemos que o mais importante em um Plano de Governo é que ele seja elaborado de forma coerente com a realidade local, não podemos apresentar propostas que não poderão ser cumpridas, o plano precisa ser mensurável, palpável com objetivos e metas a serem percorridas e atendidas. Esses objetivos e metas precisam ser definidas com base naquilo que a população precisa e que venha para solucionar os problemas do dia-dia. Mas acima de tudo acreditamos também que mais importante que um bom Plano de Governo é a seriedade, a ética, o comprometimento e o respeito para com os recursos públicos e para com os nossos cidadãos”, finaliza.

Notícias Relacionadas

Respiradores: PGE aguarda depósito de mais R$ 2 milhões em favor do Estado a partir desta segunda

Com o depósito, o valor recuperado chega a 40% do total

Coronavírus em SC: Governador planeja retomada gradativa da atividade econômica e projeta 713 novos leitos de UTI

O objetivo é adequar as medidas de isolamento à necessidade dos catarinenses com segurança.

Eleições 2020: Com possibilidade de chapa pura, PDT quer oferecer opção ao eleitor de Lauro Müller

O presidente do partido, Manoel Jades Izidoro, falou com exclusividade sobre os preparativos para as eleições municipais.

Eleições 2020: “Acredito que a vez agora é do PSDB”, afirma presidente do partido sobre disputa pelo Executivo

O presidente do partido, Lucas Canever Librelato, conversou com a Redação do Sul In Foco e falou dos objetivos do PSDB