Esporte

Rayssa Leal e Lucas Rabelo são os campeões da etapa de Criciúma do STU National

Maranhense e cearense largam na frente no circuito brasileiro 2022, iniciando o ano como terminaram 2021: com título

Divulgação

O ano de 2022 no Street começou da mesma forma como terminou 2021 para os skatistas Lucas Rabelo e Rayssa Leal. Campeões do Oi STU Open Rio, competição que fechou o calendário no ano passado, eles repetiram a dose neste domingo (16/01), na etapa de Criciúma do STU National, que abre a atual temporada. Nem mesmo o calor escaldante no Parque Municipal Prefeito Altair Guidi foi capaz de tirar as energias dos competidores e do público, que lotou as arquibancadas.

A maranhense Rayssa Leal, medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Tóquio, fez a melhor nota na final (10,92) e chegou com moral na SuperFinal, quando só as quatro melhores avançam e ainda têm o direito de melhorar a pontuação com mais uma volta e outras duas manobras. Pâmela Rosa, até ali na terceira colocação, chegou a superá-la, mas, na última tentativa, Rayssa tirou a manobra da cartola e confirmou o título – Gabi Mazetto terminou em terceiro.

“Foi um fim de semana maravilhoso com todos os skatistas juntos, divertido demais. Acabou que esse ano começou em Criciúma de novo e mais uma vez com o título. Na última manobra, lembrei que a Letícia (Bufoni) e o Felipe (irmão) me disseram para confiar no meu flip. Foi o que fiz e deu certo. Quero aproveitar para dedicar essa conquista à minha mãe, que não pôde vir dessa vez, e à Imperatriz, minha cidade”, desabafou Rayssa, vibrando muito ao lado do pai, Haroldo, e da “Titati”, como chama sua agente Tatiana.

Pouco antes, quem também deu um show na pista do Street e levou a galera à loucura foi o cearense Lucas Rabelo. O dia foi todo dele entre os homens, com a melhor nota (21,42) na final. Na SuperFinal, ainda mandou um 50-50 backside em nollie, aumentando sua nota final para 23,33. O experiente paranaense Wilton Souza, o Wil, terminou em segundo, com o também paranaense Eduardo Neves em terceiro.

“Esse resultado é fruto de muita dedicação. Foco muito no meu skate e busco sempre a evolução. Consegui encontrar manobras novas aqui. Gostei do 50-50, até porque é muito difícil encontrar um obstáculo para executar ela. O skate é o dia a dia e o nível está cada vez mais alto. Todos nessa final tinham potencial para ganhar. O ano mal começou e já poder ser campeão é demais. Vim muito motivado pra cá, depois de 11 dias de férias, o que não conseguia tirar faz tempo. O ano de 2021 foi muito bom e espero que 2022 seja muito melhor”, vibrou.

E foi Lucas Rabelo que também ganhou a BV Best Trick, prêmio de melhor manobra da etapa, um Frontside 270° to s/s Backside tail reverse. Já entre as meninas, quem levou foi a paulista Marina Gabriela, com um Flip over the rail. E as manobras que serão vistas na próxima semana em Criciúma serão das feras da modalidade Park. De quinta-feira (20/01) a domingo (23/01), nomes como Pedro Barros e Yndiara Asp farão os catarinenses voltar a tremer.

Lembrando que essa primeira etapa é viabilizada pela Prefeitura através da Fundação Municipal de Esportes de Criciúma. Conta com patrocínio do Banco BV, que apresenta a plataforma STU, e da Monster Energy, além de parceria da New Era. A idealização e realização são da Rio de Negócios.

RESULTADO SUPERFINAL STREET FEMININO

1 – Rayssa Leal – 15,24
2 – Pâmela Rosa – 14,08
3 – Gabriela Mazetto – 9,38
4 – Marina Gabriela – 8,87

RESULTADO SUPERFINAL STREET MASCULINO

1 – Lucas Rabelo – 23,33
2 – Wilton Souza – 21,92
3 – Eduardo Neves – 20,48
4 – João Lucas Alves – 18,37

Divulgação

Notícias Relacionadas

Cão farejador encontra quase meio quilo de maconha em Tubarão

As 429 gramas de maconha foram encontradas em um terreno baldio no bairro Passagem, dentro de uma sacola plástica

Populares apagam incêndio após carro pegar fogo em Sombrio

O Corpo de Bombeiros fez o rescaldo com aproximadamente 100 litros de água e também desligou a bateria

Com parceria do Município de Braço do Norte, Senai inaugura nova sede

Faculdades Esucri oferecem descontos na graduação para acadêmicos com mais de 45 anos

A instituição conta com professores capacitados nos seus 13 cursos de graduação