Geral

Região já registra seis mortes por afogamento neste verão

Ao menos 42 pessoas foram arrastadas pela correnteza. Bombeiros realizaram 15 resgates de afogamentos, sendo nove em água doce e seis em água salgada.

Divulgação

Durante este verão, as praias guarnecidas pelo Corpo de Bombeiros do batalhão de Criciúma, de Balneário Rincão até Passo de Torres, registraram 15 afogamentos desde o fim do ano passado até hoje. Já em áreas desguarnecidas, seis pessoas morreram afogadas nessa região.

Foram Realizados nove resgates de afogamentos em água doce e seis em água salgada durante o verão 2020/2021. Além disso, 42 arrastamentos foram registrados. O destaque positivo se dá pelo fato de que já são sete anos sem registro de morte por afogamento nas áreas em que há atuação de guarda-vidas nas praias da região.

De acordo com o capitão Renan Fernandes, que comanda o Corpo de Bombeiros em Içara, é possível evitar os afogamentos se os banhistas respeitarem uma série de cuidados. Dentre eles está a importância de observar a bandeira fixada na faixa de areia.

“A bandeira vermelha indica “local perigoso”, ou seja, naquele local existe um risco diferenciado , corrente de retorno, entre outros perigos, ou seja, não entre no local. Já a bandeira verde indica a área mais adequada para banho” indica Fernandes.

O comandante ressalta que mesmo com a bandeira verde, sempre existe o risco de afogamentos. Quando houver uma bandeira lilás, ela indicará a presença de águas-vivas. Jáa bandeira preta sinaliza que o posto está desativado. “Mais de 90% das mortes ocorrem por pessoas que ignoram os riscos, não respeitam limites pessoais ou desconhecem como agir”, afirma Fernandes.

Em Santa Catarina, segundo os dados do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) no último verão as vítimas de afogamentos seguidos de morte foram principalmente homens, de em média 28 anos.

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (Sobrasa), 15 brasileiros morrem afogados diariamente, sendo que homens morrem em média 6,8 vezes mais e a maioria dos afogamentos acontecem com pessoas entre 10 e 59 anos de idade. 44% das mortes ocorrem no período entre dezembro e março e mais de 90% por causa de correntes de retorno.

Confira algumas dicas do Corpo de Bombeiros para os banhistas:

– Se o banhista estiver com criançaou com pessoas com alguma vulnerabilidade, o Corpo de Bombeiros disponibiliza gratuitamente nos postos de guarda-vidas, pulseirinhas de identificação.

– Respeite os guarda-vidas, eles estão atuando voluntariamente para te ajudar com orientações de prevenção e podem salvar a sua vida em casos de emergência.

– Se você se encontrar em uma corrente de retorno, mantenha a calma e nade paralelo a praia. Nadar contra a correnteza somente fará com que você perca a força e fique cansado.

– Não ande nos costões, você pode escorregar e cair no mar.

– Se a pessoa ingeriu bebida alcoólica ou fez uma refeição recentemente, a recomendação é para que o banhista não entre na água.

– Em caso de queimadura por água-viva, procure um postos de guarda-vidas.

– Baixe o aplicativo Praia Segura, que está disponível para Android. Ele indicará os locais dos postos de guarda-vidas ativados; as bandeiras das condições da praia; as praias com acessibilidade; a balneabilidade (água própria ou imprópria para banho) e se há a ocorrências com água-vivas. Todas essas informações são atualizadas todos os dias, veja antes mesmo de sair de casa.

Com informações do site TNSul

Notícias Relacionadas

Feirão Roluza sorteia 11 vale compras em comemoração ao aniversário da loja

A loja está repleta de novidades para atender o movimento de fim do ano, com reposição semanal. Quem comprar na Roluza concorrerá a um carro 0 km.

Balneário Godinho comemora aniversário com festa e abertura oficial do Verão 2018/2019

Empreendimento turístico localizado em Lauro Müller é visitado todo o ano por milhares de pessoas, em especial no verão. Grupo musical animará visitantes neste domingo (02) à beira da piscina.

Domingo será de sol em Santa Catarina

Verão SC: policiais argentinos chegam ao estado para auxiliar no atendimento a turistas

Serão três policiais da Província de Misiones, na Argentina, que ficarão no estado até o fim da alta temporada para auxílio em ocorrências e atendimentos que envolvam turistas do país vizinho.