Geral

Saldo positivo na abertura de empresas demonstra confiança empresarial na retomada econômica

Desde o início do ano, até 13 de maio, o estado conta com um saldo de 35.144 novas empresas, enquanto no mesmo período do ano passado foram 31.955 constituições.

Divulgação

Santa Catarina teve um saldo maior de empresas constituídas em 2020 quando comparado ao mesmo período do ano passado. Desde o início do ano, até 13 de maio, o estado conta com um saldo de 35.144 novas empresas, enquanto no mesmo período do ano passado foram 31.955 constituições. Os dados foram apresentados pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, por meio da Junta Comercial do Estado de Santa Catarina (Jucesc).

Os dados mostram que o ambiente econômico do estado, apesar de toda a insegurança gerada pela pandemia provocada pelo novo Coronavírus, ainda reflete o viés empreendedor do cidadão catarinense e mostra um estado ainda pujante e confiante em uma retomada do crescimento.

O secretário do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Lucas Esmeraldino, destaca que o resultado representa a soma dos esforços do Governo do Estado e a força dos empreendedores catarinenses. “O empreendedorismo catarinense se esmera na busca de soluções que mitiguem rapidamente os efeitos da pandemia e da quarentena imposta para a preservação de vidas. Dessa maneira, vamos nos encaminhando para a retomada mais acelerada da economia”, destaca.

O presidente da Junta Comercial, Juliano Chiodelli, observa que os números apresentados, de abertura e no fechamento das empresas no estado, refletem a confiança dos empresários na economia catarinense. ”Funciona como um termômetro da expectativa frente aos próximos meses. Os números da Jucesc são a porta de entrada no estado e fica evidente que o ano de 2020 teve uma arrancada melhor que 2019, e que mesmo com os desafios, prevalece a confiança na retomada”, avalia.

Emprego em Santa Catarina

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou na manhã de sexta-feira, 15, que Santa Catarina manteve a menor taxa de desocupação do Brasil no primeiro trimestre de 2020. Até o fim de março, o índice no estado era de 5,7%, enquanto a média nacional ficou em 12,2%. Os números fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) e englobam apenas as primeiras semanas da pandemia de Covid-19 no país.

Notícias Relacionadas

Prefeitura realiza doação de terrenos para empresas e fomenta geração de empregos em Criciúma

Localizadas no Loteamento Industrial Vila Natureza, áreas foram destinadas para duas empresas. Objetivo é a geração de empregos e renda às famílias

Painel desenvolvido com apoio da Fapesc recebe inscrições para projetos sociais e de retomada econômica em SC

Com o sistema, será possível acompanhar todo o percurso do dinheiro até o impacto social do investimento. A intenção é, além de incentivar a solidariedade, dar mais transparência às doações durante a pandemia.

Defesa Civil de Criciúma realiza abertura da Operação Primavera e do Curso de Agente Voluntário nesta terça-feira

Evento inicia às 19h, no plenário da Amrec. Operação visa executar atividades de prevenção no município

SC bate recorde com mais de 100 mil empresas abertas apenas em 2019

Comércio, indústria e construção civil lideram entre os segmentos de abertura de negócios.