Geral

SC libera público nos estádios, mas apenas para vacinados

Em rede social, Moisés afirmou que a medida só foi possível porque Santa Catarina é um dos estados que "mais vacina" e que isso trouxe a possibilidade de "dar um passo à frente".

Divulgação

O governador Carlos Moisés da Silva confirmou nesta quarta-feira (8) que o governo do Estado vai autorizar o ingresso de público em competições esportivas a partir de 15 de setembro. O regramento, como percentual de ocupação de arquibancadas e estádios, será definido em portaria pela Secretaria de Estado da Saúde (SES).

A pasta afirma, no entanto, que o acesso será permitido apenas para pessoas que já concluíram o esquema vacinal – com as duas doses ou dose única – assim como tem sido feito nos eventos-teste. Outras regras, como os cuidados durante o jogo serão alvo de reuniões nos próximos dias.

Em rede social, Moisés afirmou que a medida só foi possível porque Santa Catarina é um dos estados que “mais vacina” e que isso trouxe a possibilidade de “dar um passo à frente”.

O público em competições esportivas está proibido desde 17 de março de 2020, quando houve o primeiro decreto com medidas restritivas à Covid-19.

Na semana passada, o vizinho Rio Grande do Sul realizou a primeira partida com público e que funcionou como uma espécie de teste para os próximos eventos.

Divulgação

Com informações da Rede Catarinense de Notícias

Notícias Relacionadas

Motociclista tem ponta do dedo amputada após colisão com caminhonete em Urussanga

O homem, de 41 anos, também apresentava suspeita de traumatismo craniano, suspeita de hemorragia interna e fratura exposta no joelho.

Polícia Civil de Orleans incinera drogas apreendidas e avaliadas em R$ 150 mil

Tabletes e porções de cocaína, crack e maconha foram apreendidos em por volta de 30 procedimentos, tais como inquéritos e autos de prisão em flagrante.

Santa Catarina Mais Renda Empresarial começa atendimento de MEIs

A partir do dia 30 de setembro, a parceria se estenderá com o Sicoob em 95 municípios catarinenses.

Respiradores: Justiça nega devolução de dinheiro bloqueado

O juiz Petroncini usou os mesmos argumentos para anunciar a nova negativa.