Sem Categoria

Serviço de Neurocirurgia do HSJosé com atendimento diferenciado

Divulgação

Tendo a classificação instituída pelo Ministério da Saúde, que divide as instituições de acordo com a capacidade de atendimento de cada organização; o HSJosé é intitulado como Hospital que presta serviço de Alta complexidade.

Por possuir uma equipe multidisciplinar especializada, alta tecnologia e suporte para pacientes que realizam procedimentos desta natureza, o HSJosé é referência no atendimento de alta complexidade em neurocirurgia, traumatologia, cardiologia, oncologia, nefrologia (transplante de rins e córneas) e cirurgia vascular; na macro região catarinense, atingindo um milhão de habitantes.

O serviço referenciado significa que pacientes em estado grave como problemas cardiológicos traumas graves e fraturas, são encaminhados à entidade diretamente, e caso haja necessidade de internação destes pacientes também, é feito na instituição.

O HSJosé possui este suporte, bem como instalações completas para recuperação dos pacientes internados.

A entidade conta ainda, com um completo centro de diagnósticos por imagem com tecnologia de ponta para diagnóstico ágil e corpo clínico especialista em diversas áreas da medicina, um centro cirúrgico com 12 salas disponíveis, contendo alta tecnologia.

Referência em Neurocirurgia

Referência para o atendimento de Neurocirurgia no Estado, o HSJosé por meio de seus médicos especialistas, atende a demanda de urgências e emergências neurocirúrgicas na forma de sobreaviso para suporte aos pacientes de toda região.

Os atendimentos em sua grande maioria, acontecem em pacientes com traumas de crânio e na coluna vertebral, hemorragias cerebrais provocadas por Hipertensão Arterial Sistêmica-HAS, aneurisma cerebral e ou malformações vasculares, pacientes com isquemias cerebrais, hidrocefalia e tumores do cérebro e da coluna vertebral. “Como o hospital é referência em oncologia por meio da Unidade de oncologia – Unacon, temos uma demanda por cirurgia oncológica bastante elevada, uma vez que os pacientes em tratamento oncológico desenvolverão doenças no sistema nervoso central em até 20% dos casos, necessitando de orientação neurocirúrgica para definição de tratamento em caso cirúrgico”, pontua Dr. André Nesi, responsável pelo serviço de neurocirurgia no HSJosé.

Chamados serviços de Alta Complexidade, por haver a necessidade do apoio de equipamentos de alta tecnologia para realização dos procedimentos, bem como especialistas/cirurgiões com extensa habilidade, o serviço de neurocirurgia do HSJosé dispõe de médicos altamente capacitados com anos de estudo e treinamento contínuo para um melhor resultado no tratamento aos pacientes.

“A neurocirurgia, por ser altamente especializada, necessita de muitos equipamentos de ponta para suas cirurgias como microscópio cirúrgico, endoscópio cerebral e de coluna vertebral, aspirador ultrassônico para resseção de tumores, equipamentos de neuronavegação com softwares que permitem a localização precisa da lesão cerebral e guiam a cirurgia, assim como equipamentos para biopsia cerebral guiado pro estereotaxia, tomografia e ressonância. E muitas destes equipamentos, temos disponível no serviço de neurocirurgia do HSJosé”, explica o especialista.

Diferencias na equipe

O Serviço de neurocirurgia do Hospital São José, conta atualmente com quatro membros efetivos do corpo clínico, Dr. André Nesi, Dr. Carlos Fernando dos Santos Moreira, Dr. Wagner Levati e Dr. Luiz Pedro W. Rogério que possui uma nova subespecialidade em neurocirurgia a especialização em neurorradiologia intervencionista, com a possibilidade de tratamento endovascular de doenças como aneurisma cerebral, malformações vasculares cerebrais, e especialmente o tratamento agudo do Acidente Vascular Cerebral-AVC.

Este tipo de procedimento permite a retirada do coágulo da artéria refazendo o fluxo vascular e reduzindo as taxas de complicações, sequelas e óbito provocado por AVC.

Notícias Relacionadas

Em agenda na capital, prefeito garante mais de R$ 600 mil de recursos para Cocal do Sul

Nesta terça-feira, dia 13, Fernando de Fáveri esteve na capital em busca de pleitos ao município

Legislativo: Vereador Nél propõe que ele e Gaguinho doem três meses de salário ao hospital

Enquanto o presidente falava, o vereador Ronaldo prontamente respondeu: "Fechado". Alegando "questão de ordem", ele tentou fazer uso da palavra, mas sem sucesso

Vereadores de Lauro Müller denunciam perseguição, assédio e pagamento de gratificação indevida

Em sessão acalorada, vereadores de oposição explanaram sobre fatos envolvendo o Poder Executivo e cobraram justificativa

Menino de 12 anos golpeia pai com facão para defender mãe de agressão no Oeste de SC

Segundo a polícia, o pai do adolescente chegou bêbado em casa e tentou agredir a esposa