Trânsito

Servidor público modificou carro que participou de racha com morte em Florianópolis

Veículo se envolveu em acidente que terminou com o óbito de um idoso

Divulgação

O carro do servidor público de 40 anos, preso em flagrante por matar um idoso enquanto participava de um racha, sofreu modificações para aumentar a velocidade. Conforme o delegado Rodolfo Cabral, chefe da Central de Plantão Policial (CPP), ele tinha alterações no freio e no escapamento.

​O veículo passará por perícia, que além das modificações, deve apontar a velocidade que o motorista estava no momento da colisão. O homem foi preso por homicídio qualificado. Em depoimento, segundo o delegado, ele negou que estivesse em alta velocidade.

Um vídeo flagrou o momento do acidente. Nas imagens de câmera de segurança, é possível ver dois carros passando em alta velocidade. O terceiro, que colidiu com o veículo da vítima, aparece segundos depois.

Conforme o delegado Cabral, câmeras de segurança de ruas próximas serão analisadas para identificar os demais envolvidos. O caso ficará a cargo da 5ª Delegacia de Polícia da Capital.

O preso deve passar por audiência de custódia ainda nesta sexta-feira (20). Conforme a polícia, o homem é natural de Brasília, mas mora em Florianópolis.

Idoso morreu após colisão

O acidente ocorreu por volta das 23h, na região próxima ao elevado do CIC. Os dois ocupantes do veículo atingido foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros Militar e levados ao hospital – o motorista, de 72 anos, morreu.

Não foram divulgadas informações atualizadas sobre o estado de saúde da passageira.

Conforme a Guarda Municipal de Florianópolis (GMF), o motorista, 41 anos, que provocou o acidente não se feriu. De acordo com o tenente-coronel da PM Dhiogo Cidral, o homem não apresentava sinais de embriaguez.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Balneário Rincão ganha rota gastronômica com 26 locais para conhecer

Iniciativa faz parte do Plano Municipal de Turismo e visa transformar a cidade em um destino turístico durante o ano inteiro

Região Sul do país tem melhora nas desigualdades sociais em saúde, diz FioCruz

Mesmo com a “ligeira redução”, como define a FioCruz, 65 dos 84 municípios que estiveram classificados na lista dos mais desiguais da Região Sul no início da pandemia permanecem nessa condição

SC tem aumento de 271% dos casos confirmados de dengue no 1º semestre de 2022

No Estado, 77 pessoas tiveram mortes confirmadas pela dengue neste ano

Criança de 2 anos é atropelada por ônibus em SC

Bombeiros informaram que a menina teve ferimentos graves e foi levada ao hospital; ela sofreu fraturas expostas