Saúde

Tubos de oxigênio desaparecem de hospital e funcionários acionam polícia em Florianópolis

Equipamentos foram retirados do hospital de Nova Trento por um funcionário de uma empresa terceirizada, que presta serviço para a instituição. Polícia Civil abriu um inquérito de furto para investigar o caso.

Divulgação

Funcionários do Hospital Nossa Senhora Imaculada Conceição em Nova Trento, na Grande Florianópolis, chamaram a polícia após o desaparecimento de cinco tubos de oxigênio na manhã de quinta-feira (18). Segundo a prefeitura, a falta dos equipamentos foi verificada por volta das 7h. A Polícia Civil abriu um inquérito de furto para investigar o caso.

Um boletim de ocorrência foi feito pela diretora do hospital, Neide Maria Cipriani Motta, durante a manhã. Policiais militares usaram imagens de câmeras de monitoramento próximas da unidade de saúde para tentar identificar os autores.

No fim da tarde, os agentes descobriram que os tubos de oxigênio foram retirados do hospital por um funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviço para a instituição. De acordo com a prefeitura, os equipamentos teriam sido levados para um outro hospital da região, mas sem aviso prévio.

Como a retirada dos tubos não foi avisada para a instituição, o funcionário da empresa que retirou os tubos do hospital será intimado a prestar esclarecimentos para a Polícia Civil. A informação foi repassada pela assessoria da prefeitura nesta sexta-feira (19).

Até as 7h30, novos tubos não haviam sido entregues na unidade. A prefeitura de Nova Trento, que é a responsável pela administração do hospital, disse que ainda não há previsão para quando os aparelhos serão repostos.

O Hospital Nossa Senhora Imaculada Conceição possui um tanque de oxigênio, mas o tubos que foram retirados do local estavam reservados para uso em caso de emergência. Todos estavam cheios e lacrados.

Covid-19

Até a noite de quinta, a prefeitura contabilizava 1.484 casos de Covid-19, com sete mortes. Dados do estado, no entanto, mostram 1.469 infectados e seis óbitos. A diferença ocorre por conta do processamento de informações entre município e estado.

A cidade também integra uma das 16 regiões classificadas como gravíssima para o coronavírus. Os dados foram divulgados no dia 13 de março e mostram a Matriz de Risco criada pelo governo estadual para acompanhar a propagação do novo coronavírus sinalizada no pior nível mais uma vez.

Na região da Grande Florianópolis, onde Nova Trento está localizada, são 89 pedidos de transferência para leitos em UTI. A região concentra o maior número de solicitações. Veja aqui a lista.

Em Santa Catarina, a Secretaria de Estado da Saúde (SES), contabiliza 9.247 mortes por complicações da doença e 752.060 infectados. Os leitos de UTI-Covid continuam insuficientes e 456 pacientes aguardam por uma vaga, conforme o boletim do governo.

Com informações do G1 SC

Notícias Relacionadas

Legislativo: Vereador Nél propõe que ele e Gaguinho doem três meses de salário ao hospital

Enquanto o presidente falava, o vereador Ronaldo prontamente respondeu: "Fechado". Alegando "questão de ordem", ele tentou fazer uso da palavra, mas sem sucesso

Vereadores de Lauro Müller denunciam perseguição, assédio e pagamento de gratificação indevida

Em sessão acalorada, vereadores de oposição explanaram sobre fatos envolvendo o Poder Executivo e cobraram justificativa

Menino de 12 anos golpeia pai com facão para defender mãe de agressão no Oeste de SC

Segundo a polícia, o pai do adolescente chegou bêbado em casa e tentou agredir a esposa

Brasil deve receber mais de 842 mil doses da vacina da Pfizer em junho

A informação foi dada pelos coordenadores da Covax Facility