Geral

Unibave conclui o projeto de Implantação da RAPS

A conclusão foi em novembro, e o trabalho envolveu os cursos de Psicologia e Enfermagem da Instituição

Divulgação

O Centro Universitário Barriga Verde (Unibave) fez, na quarta-feira (15/12), a entrega do relatório de conclusão das atividade do Projeto de Implantação da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) ao secretário de Saúde de Orleans, Murilo Debiasi. Foram 426 horas de atividades, iniciadas em junho de 2020 e concluídas em novembro deste ano. O prazo precisou ser prorrogado devido a complicações provocadas pela pandemia de COVID-19.

A conclusão foi em novembro, e o trabalho envolveu os cursos de Psicologia e Enfermagem da Instituição. A ação principal foi a organização da Rede, contemplando os órgãos e setores que têm responsabilidade e atuação no atendimento psicossocial da população.

“As atividades foram realizadas a partir de estudos e reuniões com os órgãos e setores envolvidos no processo. Organizamos o protocolo de atendimento psicossocial, o qual prevê as atribuições de todos os componentes da RAPS e os fluxos de trabalho dos principais setores envolvidos com demandas psicossociais”, explicou a psicóloga Adriana Zomer de Moraes, que coordenou os trabalhos de pesquisa de clima. Conforme Adriana, o projeto ainda realizou pesquisa para identificação do clima organizacional na saúde municipal, a partir da percepção dos funcionários.

“Realizar este projeto foi de fato muito desafiador. Estávamos vivendo um caos na saúde e, em diversos âmbitos da sociedade, em função da pandemia pelo COVID-19. No entanto, tivemos o apoio incondicional do Unibave e da Secretaria de Saúde do Município e tivemos o envolvimento dos participantes, que foram fundamentais para que a proposta se concretizasse”, destacou a coordenadora do curso de Psicologia e coordenadora da proposta, Vandreça Vigarani Durigon.

Para a realização deste projeto de extensão, segundo a professora Vanessa Isabel Cataneo, foram privilegiadas estratégias cabíveis e ajustáveis, conforme as necessidades e demandas do município no atendimento psicossocial.

Capacitação dos colaboradores

Foram realizados cursos de capacitação envolvendo colaboradores da rede de saúde e assistência social, abordando temas variados desde gestão, processos comunicacionais, passando por relações humanas, até elaboração de Projetos Terapêuticos. Durante esse período de montagem do projeto, foi realizado um Seminário, aberto ao público, com o intuito de trabalhar os desafios e perspectivas do trabalho em rede na RAPS.

Para a professora e psicóloga, Adriana Zomer de Moraes, a identificação de necessidades e a capacitação dos colaboradores são processos fundamentais. “A capacitação é necessária para o funcionamento da Rede para melhorar os resultados destes serviços junto à população do município”, afirmou.

Notícias Relacionadas

PM salva criança de dois meses que se engasgou em Balneário Rincão

Segundo a PM, a guarnição estava indo para a Zona Sul quando foi surpreendida pelos pais

Drogas e quase R$2 mil em tráfico são apreendidos em Tubarão

Uma dupla foi presa por estar realizando o comércio ilegal de drogas

SC volta a ter 80% de ocupação nos leitos de UTI adultos após seis meses

Segundo dados do Painel do Coronavírus, ao menos 257 pessoas estão internadas com Covid-19 no Estado

Mais de 6 mil maços de cigarros são apreendidos na BR-101, em Paulo Lopes

A carga foi avaliada em R$ 20 mil