Saúde

Vacinação contra a febre amarela terá horário estendido de atendimento em Içara

Além de quatro dias de atendimento prolongado, as unidades também terão dia “D”

Divulgação

Viabilizando o acesso de mais pessoas a vacina contra a febre amarela, a Secretaria de Saúde de Içara irá realizar atendimentos com horário estendido nas unidades que contam com sala de vacinação. As ações serão realizadas no mês de setembro.

De acordo com a secretária de Saúde, Jaqueline dos Santos, o único meio de prevenção é a vacina. “Trabalhamos para conscientizar as pessoas a procurarem as unidades de saúde, em que estamos com horários estendidos para aqueles que ainda não se vacinaram, para que consigamos atingir a meta da cobertura vacinal em 100% no município. É de fundamental importância q toda a população seja vacinada”, comentou.

Todas as salas de vacinação dos bairros Presidente Vargas, Liri, Cristo Rei, Jaqueline, Aurora, Vila Nova I, Esplanada, Primeiro de Maio, Jardim Elizabete, Raichaski e Nossa Senhora de Fátima estarão com atendimento ampliado até às 20h nos dias 17, 18, 24 e 25 de setembro. No sábado, dia 21, todas as unidades de saúdes estarão abertas das 8h às 17h.

O público alvo da campanha são pessoas de nove meses a 59 anos de idade que nunca receberam a vacina. No ato, o cidadão deverá levar a carteira de vacinação. Uma única dose é suficiente por toda a vida.

Sobre a doença

A febre amarela é uma doença grave, transmitida por mosquitos, principalmente em áreas silvestres e próximas de matas. Os macacos não transmitem a febre amarela. Assim como os humanos, eles são vítimas da doença, e sinalizam a circulação do vírus na região.

Os principais sintomas da doença são febre de início súbito, dor muscular, dor de cabeça, mal-estar, calafrios, náusea, tontura e dor abdominal. Pode ainda aparecer a icterícia (pele e/ou olhos amarelados) e sangramentos. Pode evoluir para casos graves, levando à morte.

Em 2019 houve registro de dois casos de febre amarela contraídos no estado, sendo que os dois foram a óbito. Ambos eram adultos, de 36 e 40 anos, não vacinados. De março a agosto deste ano, foram encontrados 4 macacos mortos por febre amarela em Santa Catarina, o que mostra que o vírus está se espalhando pelo estado, podendo atingir a população não imunizada.

Notícias Relacionadas

Homem que tentou matar a ex com golpes de machadinho enfrentará júri popular em Içara

O crime ocorreu no dia 6 de setembro de 2018, por volta das 17h, em Içara.

“Eu não tenho medo de ameaça”, dispara vereadora Ema Hoffman contra presidente da Coopermila

A fala ocorreu na sessão da Câmara de Vereadores de Lauro Müller na noite desta segunda-feira (1°)

Morte de macaco reforça alerta para vacinação contra febre amarela em Siderópolis

Para fazer a vacina não é preciso agendar, basta levar o cartão de vacinação em qualquer sala de vacina.

Professor da rede municipal de Içara lança livro na Bienal do Rio de Janeiro

Henrique Ferresi lançou “A Diferença que Ilumina” no início desta semana