Saúde

Mais de 5,7 mil crianças comparecem na 1ª etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo em Criciúma

Número superou a expectativa da Secretaria Municipal de Saúde. Segunda etapa inicia dia 18 de novembro, com foco em adultos de 20 a 29 anos

Divulgação

Ao todo, 5.741 crianças compareceram nas Salas de Vacinação das Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município na primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo. A iniciativa teve como foco a faixa etária de seis meses a menores de 4 anos. O número de comparecimento ultrapassou a meta da Secretaria Municipal de Saúde, que era de 4.166 crianças para fazer a checagem da carteirinha de vacinação, e caso necessário, receber a vacina.

Das 5.741 crianças, 672 foram vacinadas. A faixa de 4 anos teve o maior número de comparecimento, com 1.735, seguida de 3 anos com 1.297, 2 anos com 1.175 e 1 ano com 976. Já em número de vacinação, seis meses teve mais registros, com 326 crianças vacinadas, seguida de 1 ano com 230, 4 anos com 56 e 2 dois com 36.

Segundo a coordenadora do Programa de Imunização, Kelli Barp Zanette, é importante ressaltar que a vacina do sarampo e as demais são de rotina. “É importante que os pais levem os filhos nas unidades para que a carteirinha seja checada. Independente dos focos da campanha, qualquer pessoa entre seis meses e 49 anos pode ser vacinada em todos as UBSs do município”, enfatiza.

Segunda etapa

Entre o dia 18 de novembro e 30 de novembro, inicia a segunda etapa da campanha, e desta vez, com foco nos adultos de 20 e 29 anos. De acordo com o boletim divulgado pela Direção da Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive-SC), esta faixa etária representa 55% dos casos confirmados no Estado. “Lembrando que até 29 anos deve ter duas doses registradas e uma até 49 anos”, explica a coordenadora.

Notícias Relacionadas

Morador é executado com cinco tiros em Criciúma

Segundo informações, a vítima saiu recentemente do presídio e possui passagens por pedofilia e estupro de vulnerável.

Tribunal de Justiça catarinense confirma pena para empresário que vendeu pipoca com rato dentro em Criciúma

Uma das vítimas, após ingerir a pipoca, teve intoxicação alimentar aguda causada por alimento contaminado.

Quatro adolescentes criam startup para fiscalizar os poderes de Criciúma

O objetivo dos jovens é reunir informações dos poderes Legislativo e Executivo do município de Criciúma em uma plataforma mais acessível.

Rever: aplicativo que contribui para a coleta seletiva já tem grande demanda de usuários em Criciúma

Plataforma digital auxilia nas denúncias de irregularidades e solicitações para coletas