Norte

Adolescente mascarado invade escola e causa pânico em Itajaí

Até o momento, há duas versões iniciais sobre motivação; garoto de 16 anos anunciou que estava com bomba ao entrar na unidade

DIvulgação

Um adolescente de 16 anos invadiu a Escola Básica Maria Dutra Gomes, no bairro Dom Bosco, em Itajaí, no final da manhã desta quinta-feira (31). Ele estava com o rosto coberto por uma máscara de caveira e anunciou estar com uma bomba. A ocorrência foi registrada por volta do meio-dia.

O garoto, que é ex-aluno do colégio, pulou o muro de trás da instituição e jogou rojões no pátio. Assustados, os alunos e professores saíram correndo e um tumulto se formou.

Os estudantes mais velhos conseguiram pular o muro e correr, enquanto crianças ficaram acuadas. Pessoas chegaram a se esconder em salas de aula. Uma funcionária da escola acionou a PM em seguida.

A unidade de ensino atende alunos do 1º ao 9º ano.

Versões sobre motivação

Até o início desta tarde, havia duas versões sobre o que motivou a ação. A primeira, segundo a Polícia Militar informou à reportagem do ND, é de que seria uma “pegadinha de Halloween“.

A segunda versão, conforme apuração da RICTV Itajaí, é de que o garoto estaria inconformado com o fim do namoro com uma aluna da escola. Ele teria, então, invadido o local para causar tumulto.

Contido por pai de aluno

Ainda conforme a PM, logo após o tumulto inicial, populares entraram na escola, entre eles pais de alunos. Enquanto isso, uma funcionária da escola acionou a PM.

O garoto foi contido por um pai e sofreu ferimentos, sem gravidade. O Corpo de Bombeiros foi acionado e atendeu o adolescente. Ninguém mais ficou ferido.

A escola foi fechada por alguns minutos. No entanto, de acordo com a Secretaria de Educação do município, será reaberta normalmente nesta tarde. A PM ainda não confirmou se o garoto carregava uma bomba.

Por volta das 13h30, a PM informou que o adolescente foi apreendido e encaminhado a um hospital sob escolta – o nome da unidade de saúde não foi divulgado para evitar tumultos.

Divulgação

Com informações do NDmais

Notícias Relacionadas

Projeto Educanvisa promove saúde em escolas da rede municipal de Lauro Müller

Após mais de 2 meses desaparecida, adolescente de 13 anos é resgatada de acampamento em mata de SC

Polícia Civil investiga suspeita de cárcere privado. Vizinho de 51 anos é procurado.

IFSC e Gered abrem curso de formação para professores da rede estadual em Criciúma

Biguaçu acolhe primeira escola do modelo cívico-militar proposto pelo MEC

Secretaria de Estado da Educação (SED) identificou a unidade de Ensino como apta aos requisitos do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (PECIM), do Ministério da Educação (MEC).