Segurança

Após surto psicótico, jovem mata mãe e irmã a facadas em Tubarão

O crime aconteceu por volta das 14 horas na residência da família no bairro São Martinho. As vítimas de 42 e 13 anos foram atingidas no peito e no abdômen.

Foto Giroflex PM Dia

Foto: Divulgação

Um jovem de 21 anos matou a mãe e a irmã a facadas após sofrer um surto psicótico na tarde desta quarta-feira (17), em Tubarão. O crime aconteceu por volta das 14 horas na residência da família no bairro São Martinho.

As vítimas de 42 e 13 anos foram atingidas no peito e no abdômen. Ambas foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros e Samu e encaminhadas até o Hospital Nossa Senhora da Conceição, mas não resistiram aos ferimentos e morreram.

“Fomos informados que o jovem agressor estaria em uma fábrica próximo do local. Chegando lá, encontramos o jovem semi nu, sujo de sangue e falando coisas sem sentido. Ele foi dominado, algemado e encaminhado para o hospital. Lá, ele foi amarrado a uma maca e sedado”, relatou o capitão Josias da Polícia Militar, que atuou na ocorrência.

Em depoimento de familiares à PM, o agressor foi internado recentemente no Hospital de Laguna. “Depois dessa internação, ele estaria se negando a tomar os remédios. Então, então a hipótese mais provável é que tenha sofrido um surto psicótico, afetando a capacidade dele”, conta o capitão da PM.

A Polícia Civil assumiu o caso.

Notícias Relacionadas

Homem é assassinado e duas mulheres feitas de refém em Gravatal

Ocorrência foi registrada por volta das 11h20 pela Polícia Militar. Dois suspeitos foram presos.

Apoio ao candidato Vitorassi para eleição da Coorsel se intensifica durante reuniões com associados

Na noite de hoje (16), às 19h30min, os associados da comunidade de São Gabriel são convidados a participarem do encontro com os candidatos, em Treze de Maio.

Morador é executado com cinco tiros em Criciúma

Segundo informações, a vítima saiu recentemente do presídio e possui passagens por pedofilia e estupro de vulnerável.

Tribunal de Justiça autoriza prefeitura a retomar obras da passarela em frente à Unisul, em Tubarão

Iniciada em fevereiro, a construção da passarela precisou ser interrompida por alguns dias ainda no primeiro semestre por conta da ação judicial de uma empresa inabilitada no processo de licitação.