Geral

Bombeiros de Santa Catarina participam de curso na Colômbia

O comandante do Corpo de Bombeiros de Orleans, 2º tenente BM Henrique José Schuelter Nunes, foi um dos representantes brasileiros.

Bombeiros de Santa Catarina participam de curso na Colômbia

Fotos: Divulgação / Corpo de Bombeiros SC

Dois bombeiros militares de Santa Catarina representaram o Conselho Nacional dos Corpos de Bombeiros Militares do Brasil – Ligabom no Curso Internacional de Combate a Incêndios em Ambientes Confinados realizado entre os dias 3 e 10 de setembro e organizado pelo Benemérito Corpo de Bombeiros de Santiago de Cali/Colômbia.

O comandante do Corpo de Bombeiros de Orleans, 2º tenente BM Henrique José Schuelter Nunes, 2º tenente BM Walter Pereira de Mendonça Neto participaram do curso, que ainda teve a presença de bombeiros de países como o México, Panamá, Colômbia, Equador e Argentina.

Durante a semana foram realizadas instruções práticas e teóricas com temas como fisiologia da respiração humana, efeitos fisiológicos de altas temperaturas, comportamento do fogo em ambientes confinados, sistema de comando de incidentes em operações de incêndio, técnicas e táticas de extinção de incêndios em ambientes confinados. Aconteceram também avaliações teóricas e práticas com foco na utilização mínima de água para o combate.

  • Crédito – Divulgação Corpo de Bombeiros SC (1)
  • Crédito – Divulgação Corpo de Bombeiros SC (2)
  • Crédito – Divulgação Corpo de Bombeiros SC (3)
  • Crédito – Divulgação Corpo de Bombeiros SC (4)

Os bombeiros ainda tiveram a oportunidade de conhecer a rotina operacional do Corpo de Bombeiros de Santiago de Cali, por meio de um estágio de 36 horas nos 11 quartéis da cidade e participando ativamente da preparação da atividade e do atendimento de ocorrências.

“O intercâmbio de conhecimentos, rotinas, táticas e técnicas é fundamental para o desenvolvimento da atividade de combate a incêndios. Atualmente os incêndios possuem uma energia calorífica muito superior aos que ocorriam em décadas passadas, em decorrência da utilização de matérias-primas produzidas industrialmente, como aglomerados de madeira e materiais sintéticos, por exemplo. Desse modo, a abordagem do bombeiro perante incêndios tão hostis necessita ser extremamente técnica. Ao fim do curso, ficou evidenciado que os membros da Organização de Bombeiros Americanos – OBA estão no caminho correto”, pontua o comandante do Corpo de Bombeiros de Orleans.

O curso foi promovido como uma forma de incentivo à profissionalização e a busca pela redução do risco de desastres em nosso continente, proporcionando padronizações internacionais de trabalho e inovações tecnológicas na área de bombeiro, que são os objetivos da OBA. A entidade é a maior organização mundial de cooperação entre Corpos de Bombeiros, com representantes de 17 diferentes países do continente americano.

Colaboração: Stéphanie Piava

Notícias Relacionadas

Corrida aumenta a felicidade e autoestima de jovens adultos aponta estudo do curso de Educação Física do Unibave

Os resultados comprovam aumentos de 40% na autoestima e 25% na felicidade, após a corrida.

Ciclista morre após ser atropelado na SC-285, em Araranguá

Colisão frontal deixa dois em estado grave na SC-108, entre Orleans e Urussanga

Um dos motoristas ficou preso às ferragens e teve o carro cortado para ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros.

Colisão frontal termina em morte em Balneário Rincão