Segurança

Casal é preso ao tentar vender carro roubado em Armazém

O casal ainda apresentou documentos falsos no cartório e tentou fugir após serem descobertos. A Polícia Militar prendeu o casal em Tubarão.

Viatura PM

Foto: Arquivo / Sul in Foco

Um casal tentou vender um carro HB20 roubado. A mulher ruiva de 19 anos apresentou um documento de identidade falso no cartório. Com isso, ela e o homem de 28 anos que a acompanhava fugiram em direção a Tubarão. Os policiais os localizaram e encaminharam para a Delegacia de Polícia.

O casal tentou vender o carro HB20 na cidade de Armazém. O casal e o comprador foram até o cartório de registro para fazer o preenchimento do recibo de compra e venda. Quando a mulher apresentou uma identidade a funcionária do cartório desconfiou da autenticidade do documento e informou ao comprador.

Nesse momento o casal saiu do cartório e fugiram em direção a cidade de Tubarão. A polícia militar localizou o casal na Avenida Patrício Lima, em Tubarão, com o carro roubado e o documento falso. O casal foi conduzido até a Delegacia de Polícia.

A polícia fez contato com a atual dona do veículo, que informou que o carro tinha sido roubado de sua garagem em Ibirama.

Notícias Relacionadas

Idoso capota carro sobre a Ponte Anita Garibaldi, em Laguna

Motorista de aproximadamente 80 anos estava sozinho quando perdeu o controle do veículo com placas de Braço do Norte.

TRF4 manda afastar do cargo prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, preso na Operação Chabu

Determinação é que fique 30 dias fora das funções e não faça contato com demais suspeitos de envolvimento na operação. PF investiga a violação de sigilo de operações policiais

Condutor é preso após tentar atropelar um policial federal rodoviário na BR-101, em Biguaçu

O homem de 24 anos estava com um com um veículo roubado. A ocorrência foi registrada na manhã do último sábado (13).

Estado indenizará cidadão equivocadamente anunciado como preso em nota de rede social em Sombrio

O Estado de Santa Catarina foi condenado a indenizar o homem, por danos morais, em R$ 5 mil