Segurança

Cobrança de pagamento pode ter motivado ataque a jovem em Florianópolis, diz polícia

Durante depoimento, suspeito afirmou que houve uma discussão com a jovem por ela não querer pagar os serviços prestados por ele; vítima permanece internada no hospital

Divulgação

A Polícia Civil já iniciou as investigações sobre o caso da jovem de 20 anos que foi esfaqueada por um jardineiro na manhã desta quinta-feira (11) em Florianópolis. Uma das hipóteses é de que o crime tenha ocorrido após uma briga entre os dois por conta de um pagamento. Segundo a Polícia Militar, a vítima permanece internada no hospital, em estado estável.

De acordo com Capitão Luís Fernando de Oliveira de Marchi, do 21º Batalhão da Polícia Militar, a polícia foi acionada por volta das 8h, após a denúncia de um caso envolvendo roubo e agressão. A vítima, então, foi encontrada desacordada, com ferimentos pelo corpo e com a lâmina de uma faca presa ao pescoço. A família dela não estava na casa no momento do crime.

Vizinhos relataram à polícia que ela mencionou que um prestador de serviços cometeu o crime e que ele teria levado certa quantia de dinheiro do local. A jovem foi encaminhada pelo Samu ao Hospital Celso Ramos, em Florianópolis.

A PM chegou a ir até a casa do suspeito, de 39 anos, mas o local estava vazio. Depois, a equipe recebeu informações de que ele foi visto entrando em um ônibus em direção ao Ticen. A polícia, então, foi até o terminal, realizou a abordagem e prendeu o homem por volta das 14h.

Briga pode ter motivado crime, diz polícia

Após a prisão, o suspeito foi encaminhado à Central de Plantão Policial onde prestou depoimento. De acordo com o delegado Ênio Matos, ele disse que chegou na casa da vítima para fazer mais um serviço e cobrou o pagamento por trabalhos anteriores. Porém, a jovem teria se recusado a pagar e, com isso, os dois começaram a brigar.

Ainda segundo a versão do suspeito, ela teria ido para cima dele com a faca, mas ele pegou o objeto e, para se defender, atingiu a víitma. Matos afirma, ainda, que não houve violência sexual ou roubo e que o caso está sendo tratado como homicídio.

Até às 17h desta quinta-feira ele permanecia na Central de Polícia. Nesta sexta-feira (12), o homem deverá passar por audiência de custódia.

Já a jovem, que é natural de Florianópolis, permanece internada na UTI do Hospital Celso Ramos. Segundo a PM, ela passou por uma cirurgia e o estado de saúde é estável. Ela também deve ser ouvida pela polícia nos próximos dias. O nome dela não foi divulgado.

Com informações do NSCTotal

Notícias Relacionadas

Assassinato de policial pela filha de 12 anos em SC teve emboscada, traição e roubo, diz polícia

Investigação aponta ainda o envolvimento de outros três adolescentes no homicídio; inquérito foi concluído nesta quinta-feira (11)

Suspeito de abusar crianças em SC ‘comprava o silêncio’ com presentes, diz polícia

Homem foi preso em uma casa no bairro Pirabeiraba, em Joinville

Amigo matou família antes de incendiar casa no Oeste de SC, diz polícia

Caso aconteceu em maio e suspeito está preso preventivamente

Professor preso em SC ajudou a dopar criança para abuso sexual no RS, diz polícia

Ele teria trocado mensagens sobre produtos químicos que poderiam ser usados para sedar uma criança de 8 anos vítima de estupro