Geral

Criciúma: Ministério Público recomenda que município cumpra novo decreto

De acordo com a 5ª Promotoria de Justiça, decisões restritivas devem ser tomadas de maneira regionalizada.

Divulgação

O Ministério Público (MP) recomenda que Criciúma siga o novo decreto imposto às cidades que compõem a Associação de Municípios da Região Carbonífera (Amrec). As novas restrições foram anunciadas na noite da última terça-feira, dia 28. Clésio Salvaro, prefeito de Criciúma, considera que as medidas já aplicadas são suficientes para controlar o avanço da proliferação do coronavírus (Covid-19).

“Todas as ações do município têm que ser fundamentadas na ciência e normas técnicas, não é simplesmente o gestor querer abrir ou fechar, se a medida foi contrária às questões técnicas ele pode ser responsabilizado por isso”, afirma o promotor da 5ª Promotoria de Justiça, Luiz Fernando Góes Ulysséa.

Ainda conforme o promotor, tanto Criciúma como Urussanga, que também se opôs ao cumprimento do novo decreto, devem apresentar um parecer técnico para tal decisão. “A doença está evoluindo em nossa região. Chegou a informação de que o prefeito de Criciúma e parece que o de Urussanga também não concordam com essas medidas. Os prefeitos têm que justificar tecnicamente porque não vai tomar aquela medida, é isso que nós vamos fazer e corre o risco de ser responsabilizado”, ressalta Ulysséa.

O promotor ainda analisa que as decisões têm que ser tomadas de maneira regionalizada e não somente com base no seu próprio município. “Se eu atuar de forma flexível no meu município, coloco em risco o vizinho, porque vai faltar leito e medicamentos, ter mais índice de transmissibilidade da doença. A gente tem que ter essa sensibilidade de verificar que o momento é a preocupação com a saúde. O MP, com esse viés, vai atuar no sentido de que as ações regionalizadas sejam mantidas”, finaliza.

Com informações do site TNSul

Notícias Relacionadas

Prefeito de Nova Veneza assina decreto de formação da Comissão de Acompanhamento, Controle, Prevenção e Monitoramento ao Coronavírus

Nova Veneza não tem casos confirmados da doença, apenas pessoas em isolamento domiciliar que já foram acompanhados, mas devem permanecer em quarentena pois chegaram de viagem.

Ex-secretário de Administração de Orleans e empresa tem bens bloqueados

Segundo o Ministério Público, Eduardo Bertoncini era responsável pela pasta na gestão do ex-prefeito Marco Antônio Bertoncini Cascaes

Justiça nega liminar e mantém decreto que fecha supermercados aos domingos em Içara

Em sua análise , o magistrado aponta que o artigo impugnado é válido, não há violação a regras de competência e não há violação ao preceito legal que prevê a manutenção das atividades essenciais.

Prefeitura divulga decreto proibindo acesso a Laguna, às praias, praças e outros agrupamentos

A partir de hoje (20) estão sendo instaladas barreiras de bloqueio fixas e móveis, monitoradas pela Polícia Militar e Guarda Municipal, que impedem a entrada de veículos vindos de outras cidades do estado ou fora dele.