Geral

Criciúma paga passagem para morador de rua ir para Florianópolis e MP quer explicações

Homem em situação de rua foi abordado em Florianópolis e admitiu que ganhou passagem da Assistência Social de Criciúma; MPSC tem inquérito aberto para apurar e quer explicações do município

Foto: Divulgação

O Ministério Público de Santa Catarina recebeu um testemunho que pode ser fundamental para o inquérito que apura o encaminhamento de pessoas em situação de rua para a Grande Florianópolis.

A investigação já tramita na 30ª promotoria da Capital há cerca de três meses, mas nesta semana o promotor Daniel Paladino recebeu um vídeo onde um morador de rua, ao ser abordado sob os decks da Beira-Mar Norte, admitiu ter recebido a passagem da Assistência Social do município de Criciúma.

“É a primeira vez que a gente recebe a confirmação, por parte de um morador de rua, que há um pagamento para esse deslocamento. Esse caso de que as pessoas receberam o valor da Assistência Social de Criciúma é muito grave”, admitiu o promotor. As informações são do colunista Diogo de Souza, do ND+.

Quer receber as principais notícias da região? Clique aqui e entre no nosso grupo de WhatsApp e fique atualizado de forma rápida e confiável 

Em contato com a coluna Bom Dia, Paladino admitiu que a promotoria já suspeitava que pessoas em situação de rua de Itajaí e Balneário Camboriú, estavam sendo “entregues” na região da Grande Florianópolis.

“Há um aumento significativo nas ruas e nós já vínhamos apurando essa situação. Temos fundadas suspeitas de que pessoas em situação de rua estejam sendo largadas no limite entre Florianópolis e São José, acrescentou.

De acordo com o promotor, mais de uma reunião foi feita para tratar do assunto. No momento, o MP conta com as polícias Rodoviária Federal e Estadual, que já se comprometeram em reforçar a segurança e a entrada de ônibus suspeitos no local.

Prefeitura de Criciúma

A reportagem da coluna Bom Dia entrou em contato com o Criciúma e conversou com o secretário de Assistência Social e Habitação de Criciúma, Bruno Ferreira. Ele admite que tem conhecimento do caso e do morador envolvido, mas explica que o Município foi procurado pelo indivíduo em 15 de agosto de 2023.

“Esse rapaz é de Salvador [BA] e ele esteve em Criciúma no dia 15 de agosto. Queria retornar para Salvador, mas aqui a gente não consegue esse subsídio, só até a Capital. Ele ainda deu o número de um conhecido em Florianópolis que disse a ele que tinha um emprego. A pessoa que atendeu ele ligou para o número e confirmou a amizade entre os dois e a oferta de emprego. Ofertamos a passagem em 15 de agosto”, revelou.

Prefeitura de Florianópolis

Se mantenha informado em tempo real! Clique aqui e siga o Sul in Foco no Instagram. Informações e notícias sobre a região na palma da sua mão!

A Prefeitura de Florianópolis, por meio de sua Secretaria de Assistência Social, está com o programa de cadastramento de moradores de rua em vigor.

Conforme dados revelados pelo Município, mais de 80% dos indivíduos abordados revelam ser de fora da cidade. O mapeamento segue, pelo menos, até o final do ano.

A coluna pediu informações atualizadas sobre o “censo”, mas até a publicação da matéria, não havia obtido retorno.

Com informações ND+

Notícias Relacionadas

Secretaria de Saúde de Criciúma reforça chamado de gestantes, puérperas e crianças para vacinação contra influenza

Agentes Comunitários de Saúde visitarão as residências para monitoramento e intensificação de informações por causa da baixa adesão à campanha nacional

Mais de 5,7 mil crianças comparecem na 1ª etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo em Criciúma

Número superou a expectativa da Secretaria Municipal de Saúde. Segunda etapa inicia dia 18 de novembro, com foco em adultos de 20 a 29 anos

“A verdade, o quanto antes”: Governador Moisés pedirá agilidade nas investigações envolvendo processo de compra de respiradores

O governador falou sobre a decisão da justiça de encaminhar o processo que apura o procedimento de compra de respiradores pelo Governo do Estado ao Superior Tribunal de Justiça (STJ)

Rever: aplicativo que contribui para a coleta seletiva já tem grande demanda de usuários em Criciúma

Plataforma digital auxilia nas denúncias de irregularidades e solicitações para coletas