Trânsito

Empresários solicitam ao Estado conclusão de obras na SC-442

Assunto foi discutido com o secretário de Infraestrutura e Mobilidade, Carlos Hassler, durante encontro na Acic na tarde desta terça-feira.

Divulgação

A pavimentação asfáltica da rodovia SC-442, no trecho que liga Cocal do Sul ao distrito de Estação Cocal, em Morro da Fumaça, já teve os serviços realizados em cerca de 7,5 quilômetros de extensão, segmento viabilizado a partir da parceria entre o grupo Eliane e o Governo do Estado. Entretanto, as “cabeceiras” da obra, trechos inicial e final, ainda aguardam uma decisão do Executivo estadual. Por isso, a reivindicação foi reforçada junto ao secretário de Infraestrutura e Mobilidade, Carlos Hassler, durante encontro na Associação Empresarial de Criciúma (Acic) na tarde desta terça-feira (29).

O projeto de pavimentação deixou de fora em torno de 800 metros na parte de Cocal do Sul e em torno de 2,5 quilômetros em Morro da Fumaça, obrigando os caminhões que escoam a produção cerâmica a percorrer um caminho alternativo, mais longo, encarecendo o frete.

Segundo estimativa da classe empresarial, cerca de 2 mil veículos de carga passam pelo trecho por mês, a maioria indo ou vindo da BR-101. Assim, a obra beneficiaria tanto Cocal do Sul e Morro da Fumaça quanto a região, ao canalizar o tráfego e diminuir os impactos sobre outros sistemas viários. “É um pleito que o governador Carlos Moisés já conhece”, reforçou o presidente da Acic, Moacir Dagostin.

A estimativa dos empresários é de que seriam necessários entre R$ 7 milhões a R$ 8 milhões, mas a equipe da secretaria de Infraestrutura calcula um valor entre R$ 10 milhões e R$ 12 milhões, porque envolveria desapropriações. Também há uma área de domínio da Ferrovia Tereza Cristina (FTC). Mas o primeiro passo, segundo o secretário, é incluir o trecho no plano rodoviário estadual, para tornar legal a intervenção do Estado.

“Estamos investindo, gerando empregos, projetando ampliações, e seria interessante que tivéssemos melhorias na infraestrutura”, defendeu o presidente da Eliane Revestimentos Cerâmicos, Edson Gaidzinski Junior.

Colaboração: Comunicação Acic

Notícias Relacionadas

Estado garantirá tratamento anual de R$ 2,7 milhões a criança de Laguna com AME, decide TJ

De acordo com os autos, a perícia médica comprovou que a criança, natural de Laguna, precisa do remédio e que inexiste, na rede pública de saúde, tratamento para a doença.

Senador garante R$ 40 milhões e obras da Serra da Rocinha não sofrem ameaça

Tribunal de Justiça autoriza prefeitura a retomar obras da passarela em frente à Unisul, em Tubarão

Iniciada em fevereiro, a construção da passarela precisou ser interrompida por alguns dias ainda no primeiro semestre por conta da ação judicial de uma empresa inabilitada no processo de licitação.

Estado libera recursos para pavimentação da última etapa de acesso à Barragem do Rio São Bento, em Siderópolis

Para o prefeito Cesa, foram muitos anos de espera por essas duas obras no município.