Geral

Gaeco deflagra megaoperação contra organização criminosa

As ordens judiciais são cumpridas por um efetivo de 470 policiais. Os fatos são investigados em procedimento investigatório criminal (PIC) instaurado pela 2ª Promotoria da Comarca de Xaxim

Fotos Divulgação: MPSC

O Gaeco deflagrou, na manhã desta terça-feira, dia 22, a Operação Sodalitas Finis, com o objetivo principal de desarticular uma das maiores organizações criminosas em atividade no Estado.

Quer receber as principais notícias da região? Clique aqui e entre no nosso grupo de WhatsApp e fique atualizado de forma rápida e confiável 

Estão sendo cumpridos de 74 mandados de prisão preventiva, cinco mandados de prisão temporária e 97 mandados de busca e apreensão, expedidos pelo Poder Judiciário da Comarca de Xaxim, a pedido do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC).

De acordo com o Ministério Público de Santa Catarina, na região, mandados estão sendo cumpridos em Tubarão.

Cidades onde estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão e mandados de prisão: Xaxim, Chapecó, Xanxerê, Águas de Chapecó, Campos Novos, Catanduvas, Coronel Freitas, Formosa do Sul, Joaçaba, Caçador, Barra Velha, Biguaçu, Blumenau, Itajaí, Balneário Camboriú, Balneário Piçarras, Lages, Ponte Alta, Penha, Tubarão, Venancio Aires/RS e Lajeado/RS.

As ordens judiciais são cumpridas por um efetivo de 470 policiais. Os fatos são investigados em procedimento investigatório criminal (PIC) instaurado pela 2ª Promotoria da Comarca de Xaxim, que busca apurar a ocorrência de organização criminosa e diversos outros crimes.

Se mantenha informado em tempo real! Clique aqui e siga o Sul in Foco no Instagram. Informações e notícias sobre a região na palma da sua mão!

“O nome “Sodalitas Finis”, ou o fim do grupo em tradução livre, foi escolhido em alusão à meta principal desta operação: desarticular as atividades desta organização criminosa na cidade de Xaxim e região próxima, cujos criminosos são responsáveis por uma ampla variedade de crimes graves, incluindo tráfico de drogas em larga escala, homicídios, roubos, entre outros”, informou o MPSC.

Com informações do Portal Sul Agora

Notícias Relacionadas

Criciúma: operação apura falsificação de exames toxicológicos para renovação de CNH

A investigação apurou que o valor cobrado dos candidatos que buscavam o exame toxicológico falsificado era de aproximadamente R$ 1,2 mil.

Gaeco deflagra operação e prende cinco por suspeita de corrupção

Durante a operação foram afastadas três pessoas da função pública e cumpridos 29 mandados de busca e apreensão

Operação Pecúlio: GAECO investiga desvio em pecúlio de presos

Foram cumpridos de três mandados de prisões temporárias e 13 buscas e apreensões

Operação apreende menores envolvidos em organização criminosa, em Imbituba