Oeste

Homem é condenado a 36 anos de prisão por abuso contra enteados de 13 e 7 anos em SC

Crimes ocorreram em 2008 e foram cometidos quando a mãe das vítimas saía para o trabalho.

Foto: Divulgação

Um homem foi condenado pela Justiça em Abelardo Luz, no Oeste catarinense, a 36 anos de prisão pelo crime de estupro de vulnerável contra os dois enteados, de 13 e 7 anos de idade. O julgamento ocorreu na terça-feira (27), informou o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) no sábado (1º).

Além dos abusos, o padrasto ainda obrigava os dois garotos a praticarem atos sexuais entre si, informou o TJSC. Os crimes ocorreram em 2008 e foram cometidos quando a mãe das vítimas saía para o trabalho.

As vítimas e testemunhas foram ouvidas em 2012, época em que foi decretada a prisão preventiva do acusado. Ele só foi detido em 25 de agosto deste ano, em cumprimento de mandado por débitos de alimentos, ocasião em que a ordem da prisão pelos crimes contra os enteados também foi cumprida. Demais detalhes do caso não foram divulgados pelo TJSC.

A pena terá que ser cumprida em regime inicialmente fechado. Ele já responde a outro processo criminal por mais um crime sexual, em tese praticado contra a própria filha.

Com informações do site G1/SC

Notícias Relacionadas

Massa de ar frio avança e mínima pode ficar abaixo de 5°C durante a noite desta quarta-feira em SC

O dia começa com tempo instável, mas a chuva fica mais reservada durante a manhã e início da tarde.

Coronavírus em SC: Governador planeja retomada gradativa da atividade econômica e projeta 713 novos leitos de UTI

O objetivo é adequar as medidas de isolamento à necessidade dos catarinenses com segurança.

STF autoriza SC a utilizar recursos do pagamento da dívida com a União no enfrentamento da Covid-19

O pedido foi protocolado pela Procuradoria-Geral do Estado de Santa Catarina (PGE) para garantir que a União deixe de aplicar qualquer tipo de penalidade ao estado em razão da suspensão dos pagamentos.

Prazo para revisão do eleitorado com cadastramento biométrico em 11 cidades de SC termina na sexta-feira

Quem não fizer a revisão eleitoral terá o título cancelado e não vai pode votar nas próximas eleições.