Turismo

Imbituba e Garopaba iniciam novo modelo de sinalização de trilhas

A ação começou no último fim de semana, com a sinalização da Trilha da Caranha, que liga as Praias da Barra e Ouvidor.

Foto: Divulgação / Comunicação Prefeitura de Imbituba

Os municípios de Imbituba e Garopaba estão colocando em prática um novo modelo de sinalização para as trilhas no território da APA da Baleia Franca. A ação começou no último fim de semana, com a sinalização da Trilha da Caranha, que liga as Praias da Barra e Ouvidor. A iniciativa partiu do projeto de extensão de aperfeiçoamento profissional dos Condutores Ambientais e Guias de Turismo e, do órgão do Instituto Chico Mendes para Conservação da Biodiversidade (ICMBIO).

Uma sinalização adequada garante a boa gestão das trilhas, minimiza diversos tipos de impacto ambiental, incentiva o ecoturismo e o turismo de base comunitária. O que dá tranquilidade e segurança para todos que usam a trilha, além de organizar o fluxo por um único traçado, protegendo a flora e a fauna. Além dessa preocupação, a iniciativa vai ao encontro da implantação do Sistema Brasileiro de Trilhas.

Foto: Divulgação / Comunicação Prefeitura de Imbituba

O sistema é uma nova abordagem nacional de conectividades das Unidades de Conservação do Brasil, que pretende ligar quatro grandes corredores de paisagens naturais no país. Um desses corredores, a Trilha Litorânea, passará pelas cidades de Imbituba e Garopaba. Com oito mil quilômetros, este percurso liga o Chuí ao Oiapoque, ao longo da costa brasileira. Por conta da grande extensão, o governo federal quer assegurar a padronização da sinalização em todas as unidades de conservação que compõem o trajeto da Trilha Litorânea.

Um Grupo de Trabalho será responsável pelo gerenciamento, manutenção da sinalização e pela comunicação com a comunidade local. Por enquanto, apenas a Trilha da Caranha está sinalizada. A ideia é observar durante a temporada de verão como os turistas e as comunidades locais aceitarão a sinalização.

Esta ação de sinalização tem apoio de Condutores Ambientais locais, do curso de Guia de Turismo do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), do ICMBIO, do Conselho Gestor da APA da Baleia Franca, do Instituto Çarakura, Gerdau, do Projeto Gaia Village Ambiental e das Prefeituras Municipais de Imbituba e Garopaba.

Colaboração: Comunicação Prefeitura de Imbituba

Notícias Relacionadas

Abastecimento chega ao limite em Imbituba

Postos de combustíveis e supermercados devem liquidar seus estoques até a próxima terça-feira (29).

Monitoramento aéreo registra 36 baleias-francas no litoral de SC

Quarta edição do Agosto Del Vino é lançada em Imbituba

Festival enogastronômico integra o projeto Rota da Baleia Franca, do Sebrae/SC, que visa fortalecer o turismo de inverno no Litoral Sul catarinense.

Divisa entre Laguna e Imbituba é discutida e gera protesto