Geral

Mais dois moradores de Braço do Norte morrem por Covid-19 nesta terça-feira (21)

Cidade registra sete óbitos e 815 casos confirmados.

Divulgação

O município de Braço do Norte registra nesta terça-feira, 21, a morte de mais dois moradores por complicações decorrentes do novo coronavírus. As vítimas são dois idosos.

Manoel Ferreira de 71 anos, estava internado no Hospital São José em Criciúma, e Dalezio Germano Wessling, de 74 anos, estava internado na UTI do hospital de Araranguá.

A cidade chega a sete óbitos por Covid-19. Há 815 casos confirmados, sendo 577 recuperados.

Segundo informações, o sepultamento de Dalezio Germano Wessling ocorrerá no cemitério de Braço do Norte, às 11hs, sendo restrito aos familiares e amigos mais próximos, conforme regulamentações em combate ao coronavírus.

“A família agradece todo o apoio dos familiares e amigos neste momento tão complicado. Embora distantes uns dos outros, pedimos oração e boas energias para que nosso querido Dalezio possa ser acolhido pela luz divina”, comunicam os familiares.

Com informações do site HC Notícias

Notícias Relacionadas

Amurel recomenda que municípios adotem nova quarentena por causa da Covid-19

Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel) contempla 18 prefeituras. A situação da região é considerada gravíssima pelo governo de Santa Catarina em relação à doença.

Morador é executado com cinco tiros em Criciúma

Segundo informações, a vítima saiu recentemente do presídio e possui passagens por pedofilia e estupro de vulnerável.

Em três meses, PGE atuou em cerca de 270 ações judiciais e emitiu 36 pareceres jurídicos sobre Covid-19

A Procuradoria-Geral do Estado (PGE) atuou de forma judicial e administrativa para dar suporte às decisões do Poder Executivo e garantir o cumprimento das determinações para conter o avanço do novo coronavírus no Estado.

STF autoriza SC a utilizar recursos do pagamento da dívida com a União no enfrentamento da Covid-19

O pedido foi protocolado pela Procuradoria-Geral do Estado de Santa Catarina (PGE) para garantir que a União deixe de aplicar qualquer tipo de penalidade ao estado em razão da suspensão dos pagamentos.