Geral

MEC abre nova consulta pública sobre o Future-se

A consulta ficará aberta até o dia 24 de janeiro de 2020

Divulgação

O Ministério da Educação (MEC) abriu hoje (3) nova consulta pública sobre o Programa Universidades e Institutos Empreendedores e Inovadores – o chamado Future-se, proposta do governo que, entre outros pontos, cria um fundo de natureza privada para financiar as universidades e institutos federais. A consulta ficará aberta até o dia 24 de janeiro de 2020, por e-mail [email protected] e pela página do programa na internet.

Esse fundo contará, inicialmente, com R$ 102,6 bilhões. A intenção é que esses recursos financiem pesquisa, inovação, empreendedorismo e internacionalização das instituições de ensino. Para participar, as universidades institutos federais têm que manifestar interesse em aderir ao programa.

A operacionalização do Future-se ocorrerá por meio de contratos de gestão firmados pela União e pela instituição de ensino com Organizações Sociais (OSs). As OSs são entidades de caráter privado que recebem o status “social” ao comprovar eficácia e fins sociais, entre outros requisitos.

Lançado em julho do ano passado, o Future-se já havia passado por uma pré-consulta pública. Na ocasião, a proposta recebeu mais de 50 mil contribuições. De acordo com o ministério, o objetivo do Future-se é “aumentar a autonomia financeira, administrativa e de gestão das universidades e dos institutos federais por meio do fomento ao empreendedorismo, à captação de recursos próprios, à exploração de patentes e à geração de startups.”

Entre as alterações na nova minuta do anteprojeto de Lei do Future-se é a de que os participantes do Future-se terão preferência na concessão de bolsas da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

A proposta diz ainda que as receitas provenientes de fontes privadas não vão substituir as dotações orçamentárias regulares enviadas pelo governo para as universidades e institutos federais. O texto reformulado inclui as fundações de apoio às universidades no processo, visando dar maior segurança jurídica nas relações entre os entes, fomentando a captação de recursos próprios.

De acordo com o MEC, a nova consulta é mais uma “possibilidade de ouvir a população — e especialistas em educação — antes do envio do projeto de lei ao Congresso Nacional, onde haverá mais uma ampla rodada de debates.”

Notícias Relacionadas

Prefeitura de Jacinto Machado abre inscrições gratuitas para castração de cães e gatos

A ação surgiu após a parceria da Administração Municipal com a Associação de Proteção aos Animais É o Bicho e apoio do Instituto SOS Bicho Urbano. A ação está marcada para os dias 14 e 15 de setembro, no ginásio de esportes de Jacinto Machado.

Biguaçu acolhe primeira escola do modelo cívico-militar proposto pelo MEC

Secretaria de Estado da Educação (SED) identificou a unidade de Ensino como apta aos requisitos do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (PECIM), do Ministério da Educação (MEC).

Maia abre sessão que vai votar destaques à PEC da Previdência

Deputados vão debater oito sugestões de mudanças ao texto-base

Alunos do bairro Vila Nova Esperança ganham uma nova Escola Municipal Amaro João Batista

Escola se torna o maior investimento da Prefeitura de Criciúma em uma unidade escolar. Obra está avaliada em mais de R$ 2 milhões.