Geral

O problema se repete: faltam professores nas escolas do Estado

As aulas presenciais começaram no último dia 18, porém, segundo a mãe de uma discente não há professores contratados em muitas disciplinas.

Divulgação

A falta de professores no início do ano letivo nas escolas estaduais não é novidade, mas neste ano a demora na contratação desses profissionais está deixando pais, alunos e outros docentes preocupados e revoltados. Assim como ocorreu no ano passado, inúmeras escolas da região da Grande Tubarão têm sido afetadas pela falta de profissionais.

As aulas presenciais começaram no último dia 18, porém, segundo a mãe de uma discente não há professores contratados em muitas disciplinas. “Há uma turma de terceiro ano do ensino médio, por exemplo, que precisará fazer o Enem e vestibular, que está sem um educador de química, física e língua portuguesa. Somente nesta terça-feira é que tiveram a sua primeira aula de biologia”, explica uma mãe que não quis se identificar.

Chamadas para contratação de docentes em Admissão em Caráter Temporário (ACT), têm sido canceladas repetidas vezes, o que causa estranheza para os pais e alunos e desconforto para os possíveis contratados e seus colegas. “Professores que estavam na sala de aula lecionando, foram demitidos porque ocorreram erros nas contratações. Nunca vi uma situação como esta”, assegura um profissional de educação.

As aulas online tiveram início nesta segunda-feira (8), no entanto, os estudantes não conseguiam acesso pela plataforma por celular, só aqueles que tinham computador ou notebook poderiam acessar as aulas. A maioria dos alunos possuem apenas celulares. Conforme o docente, a situação virou uma bagunça, já que os profissionais que ministrarão as aulas online em boa parte ainda não foram contratados.

De Acordo com a Gerência Regional de Educação (Gered) de Tubarão, muitos professores não preenchem o cadastro de forma correta ou há ouras problemas encontrados, por isso, o quadro de servidores fica limitado. Além disso, há outro sistema de contratação dos docentes e servidores, o edital, porém esta forma de contratação ainda não está disponível.

Com informações do site Notisul

Notícias Relacionadas

Estado garantirá tratamento anual de R$ 2,7 milhões a criança de Laguna com AME, decide TJ

De acordo com os autos, a perícia médica comprovou que a criança, natural de Laguna, precisa do remédio e que inexiste, na rede pública de saúde, tratamento para a doença.

Coronavírus em SC: Governo do Estado estabelece novas medidas para o transporte aquaviário e comércio de refeições nas rodovias

A comercialização de refeições pode ser feita por restaurantes localizados às margens das estradas e oferecida exclusivamente para profissionais de serviços considerados essenciais pelo Governo do Estado, incluindo nesta categoria os transportadores de carga responsáveis pelo abastecimento e transbordo de insumos da saúde.

Respiradores: PGE aguarda depósito de mais R$ 2 milhões em favor do Estado a partir desta segunda

Com o depósito, o valor recuperado chega a 40% do total

Escolas devem reduzir em 15% mensalidades do ensino infantil durante pandemia, decide TJ

A pena em caso de descumprimento é de R$ 1 mil por aluno e por mês.